segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Venlafaxina

Estou querendo para com a medicação. Já estou tomando venlafaxina há mais de um ano, e acho que já estou muito melhor. Sei lá, tenho a impressão que meu médico só está enrolando. E é foda ficar sem receita para comprar essas coisas de tarja vermelha. Tenho que ficar correndo atrás do médico para conseguir mais receitas. Não aguento mais, é muito chato. E é muito caro.
O remédio mesmo nunca me deu nenhum efeito colateral ruim. A não ser que eu sinto um sono meio estranho durante o dia, mas nada que não dê para suportar. Comparando com muitos relatos que li sobre usuários desses remédios, estou feliz.
O Efexor (parece nome de super herói) me ajudou bastante. Mas acho que está chegando a hora de dar adeus a este amigo. Vou começar a parar aos poucos, tomar um dia sim um dia não já que minha dosagem atual já é bem baixa. Qualquer coisa se começar a zicar eu volto a tomar com mais regularidade. Se não fosse o medo de ficar sem receita, eu já teria parado de ir ao psiquiatra. É foda ficar esperando quase duas horas só pro cara me ouvir falar que estou bem e me receitar mais do mesmo remédio.

270 comentários:

1 – 200 de 270   Recentes›   Mais recentes»
adriano disse...

Voce toma remédio para controlar o que? qual o diagnóstico ?

coronel disse...

depressão

Anônimo disse...

Vc vai ao médico só para pegar a receita?

Eu ligo pedindo pra secretária, ela pega e eu só passo para pegar. Faço isso há uns 2 anos,bem mais simples não acha?

coronel disse...

Gostaria q fosse assim, mas da ultima vez foi foda.

Anônimo disse...

Normalmente o tratamento de depressão dura normalmente 1 ano ou as vezes pode até durar 2 anos .... acredito que este medico não esteja te explicando direito o que deve ser feito e que o tratamento da depressão é muito complicado, com certeza estou feliz que esteja dando certo para você ... porém vc está no estágio final, se a tua dosagem do medicamento foi diminuida é porque vc está parando gradualmente com o tratamento....
por favor continue seguindo direito as indicações do médico, e peça explicações pois é o dever dele e é um direito teu ter conhecimentos sobre o que está havendo ...
É muito importante tomar direito o medicamento como o médico pede ...
No 1º ano se dão doses até melhora dos sintomas....
Nos próximos anos se dão doses menores mas continuadas ...
Até com o tempo tentar retirar o remédio definitivamente...
Uma coisa muito importante é NUNCA PARAR DE TOMAR O MEDICAMENTO DE UM DIA PRO OTRO .... por isso a retirada é gradual ... senão existem efeitos colaterais...

Espero ter te ajudado em alguma coisa, desculpe o atraso =)
mas encontrei este site por um acaso talvez nunca + volte a postar aqui novamente =)
Boa sorte

Anônimo disse...

realmente! eu tb dependo de receita médica passado por meu psiquiatra.

é um pé no saco! eu ligo de manhã pedindo a receita, mandam eu ir apos as 15 horas, e ainda tenho que esperar mais uma meia hora...

trato sindrome do panico e depressão desde os meus 15 anos, estou com 26, e sinceramente, cansado de tudo isso! medos, tristezas, baixa estima, remédios... e por aí vai!

mas de qualquer forma quero salientar que se alguém aqui tem problemas com depressão ou qualquer tipo de fobia, trate rápido e de forma correta! por mais que pense que seu médico está lhe enrrolando, NÃO PARE JAMAIS O TRATAMENTO! essa iniciativa (minha) fudeu com minha vida! pelo resto que ela durar!

abraço a todos!

Anônimo disse...

Também faço uso de medicamentos antidepressivos, já tomai muitos tipos, depende de médico para médico, mas o último médico que fui me receitou a Venlafaxina, e estou me sentindo muito bem, faz apenas 4 meses e 1/2 que estou tomando e já me sinto bem melhor, Eu me sentia uma velha, achando que minha vida estava acabando, e hoje já estou me sentido muito bem... acho que aos 54 anos ainda tenho muito futuro pela frente, não que Eu seja uma pessoa extravagante, sou até tímida demais, mas me sinto renovada.... acho que a Venlafaxina é o remedio certo para minha vida.

witchbelli disse...

Faço tratamento para depressão e pânico à dois anos e meio. Minha depressão e recorrente devido a não ser trata de depressão pós parto,(meu filho já tem 12 anos) mas até o falecimento de meu pai eu nunca tinha sentido nada tão forte, muito menos uma crise de pânico. Nestes dois anos e meio eu tomei, fluoxetina, citalopran e sertralina e por último agora a venlafaxina que foi a melhor até hoje!!! Mas creo que agora vou ter que aumentar a dose pois creio que está muito baixa (75mg). Estou segurando ao máximo para ver se mantenho mas acho que já está sendo burrice da minha parte, pois se posso me sentir melhor pq não tomar! Faço tbém tratamento associado ao convencional com antroposofia que me ajuda muuuuito mesmo! Sé quero dizer uma coisa, que se eu tiver que tomar venlafaxina pro resto de minha vida para me sentir feliz, vou tomar com certeza, pois não tem nada pior neste mundo do que sentir depressão e PÂNICO, pelo nada que eu conheça!!! Não pare não, pois como dizem sempre: "Em time que está ganhando não se mexe!".

neusa disse...

Melina!
Faz mais de 2 anos que faço uso da venlafaxina,passei por muitos problemas, e quando vi o fundo do poço procurei meu médico, já tinha tomado outros antidepressivos,todos me davam ressaca, e me deixavam pior.Quando optamos pela velafaxina,pois é um medicamento meio caro e também acho uns dos mais recentes.Começei com 75 mg hoje tomo 150 mg,mando manipular pois sai bem mais barato, pelo bem que ele me faz, não tem problena de marcar com médico e buscar a receita.Só sei dizer que; antes da venlafaxina eu era uma, hoje sou outra pessoa,amo tomar todos os dias, me sinto maravilhosamente bem, se for necessário tomarei o resto da vida.O médico me falou que é um tratamento pra pelo menos 5 anos, mas eu vou continuar, e o medo de voltar?eu heim????e outra coisa que descobri usando o medicamento; te DOENÇA DO MENIÉRI,é na cavidade interna do ouvido,já fiz cirurgia em 2004, também fazia uso de medicamentos diários,pois é uma DOENÇA BENIGNA,PORÉM INCURAVEL,a cirurgia me dava 1% na melhora dos sintomas,o que infelizmente não deu resultado.Em 2006 começei a fazer uso da venlafaxina,inacreditável, os sintomas foram diminuindo e hoje tenho uma qualidade de vida ótima,só o zumbido que é caraterístico do meniéri isso não sai nunca, mas eu estando bem consigo lidar com ele numa boa.
Por isso digo!se vc faz uso de um medicamento que te faz bem! qual é o problema de continuar tomando?
Pior é ficar por ai choramingando,depre etc.....
Boa sorte a todos!

Anônimo disse...

É muito importante que todos vocês que tomam medicamentos anti-depressivos sigam exatamente o que o médico recomenda. E, por favor, sempre procurem um médico confiável, pois eu já vi muitos casos de até oftalmologista receitar medicamento psiquiátrico.
Outro ponto a considerar, é que os medicamentos psiquiátricos, qualquer um deles, cria certo grau de dependência, portanto, se você já toma o remédio há muito tempo e não consegue mais se sentir bem sem ele, é provável que seu organismo esteja viciado nele. Tomem cuidado com isso. Antes de partir para o tratamento medicamentoso, procurem fazer psicoterapia, com psicólogos confiáveis, se o seu diagnóstico não é tão grave, a psicoterapia também pode te ajudar e não trará nenhum tipo de risco à sua saúde. E se você já toma qualquer tipo de medicamento, é interessante que você também faça psicoterapia para ter um melhor acompanhamento do seu problema!
Espero ter ajudado a todos! Boa sorte e espero que todos que sofrem de algum mal psíquico, consigam se recuperar e viver sua vida da melhor forma possível.

Rita disse...

Rita
Caros amigos
Tenho três meses que tomo Venlafaxina e estou me dando bem. Mas acredito que o que tem mim ajudado muito não foi só o rémedio e sim a auto-ajuda. Procurei uma psicologa e tambem estou lendo muito livros que falam sobre o assunto. Não quero ficar anos tomando esses remedios e ficar dependentes deles. Confio tambem muito na fé que deposito no meu Deus. Procurem Jesus. Só Ele é o caminho, a verdade e a vida. Ninguem consegue nada sem a ajuda do Senhor Jesus. É nessa confiança que deposito no meu coração que acredito na minha cura brevemente.
Um grande abraço e que jesus abençoe todos vcs.

Anônimo disse...

Olá,estou tomando a Venlafaxina há três semanas e já pude sentir bons resultados. No entanto, os efeitos indigestos foram terríveis no início, incluindo falta de ejaculação. Impressionante, virei de uma hora pra outra uma cobra sem veneno,rsrs... Mas sei que tudo vai passar. Por acaso alguém sentiu isso também???

Leo

Anônimo disse...

estive lendo vossas opiniões , sobre antidepressivos .Vou iniciar o Venlafaxina.ñ é a 1ª v ez q uso antidepressivo , mas tenho sempre receio , pelos efeitos coleterais, pricipalmente a nível sexual, tlv inf a mais .....espero me dar bem, andar infeliz , sem saber porquê é horrível!!!!!

Anônimo disse...

Olá,
O meu médico diagnosticou Transtorno de ansiedade...Aí comecei a tomá-lo, tomei-o por 6 dias, e como me deu um soninho durante o dia e me sentia um pouco robotizado resolvi parar..Voltando ao meu médico, ele me disse que não deveria parar e que era pra eu continuar. Daí minha noiva que é psicológa me disse que a venlafaxina é um anti-depressivo, mas eu nào tenho depressão, somente sou muito ansioso...
Alguem pode me explicar se este medicamento é um ansiolítico também?
abraços
MVF

Anônimo disse...

Sim, a venlafaxina é um ansiolítico. Estou tomando venlafaxina para me tratar de fobia social

Anônimo disse...

Sço ao mim tomo venlafaxina.Graças a este medicamento posso ter uma vida dentro do normal.Com tantos problemas sociais e económicos, que mais havia para fazer se não seguir em frente mesmo que fique na dependencia de um medicamento? Agradeço ao clínico que tão bem me segue.

Anônimo disse...

Sço ao mim tomo venlafaxina.Graças a este medicamento posso ter uma vida dentro do normal.Com tantos problemas sociais e económicos, que mais havia para fazer se não seguir em frente mesmo que fique na dependencia de um medicamento? Agradeço ao clínico que tão bem me segue.

Anônimo disse...

Tive depressão bastante grave há alguns anos,e foi a venlafaxina quem me tirou do fundo do poço de vez. Estou muito bem, nos últimos 5 anos tive pequenas crises,mas assim que sentia os primeiros sintomas já corria falar com o médico e recomeçava a tomar, no máximo por 3 meses e ja podia parar. Isso ocorreu umas 2 ou 3 vezes. Se vc toma de 75mg e se sente melhor, peça ao médico para diminuir pra 37,5mg, assim vc tem noção do quanto está bem e o quanto é ajuda do medicamento. E lembre-se: a melhora vem um pouco por dia! Abraços!

Anônimo disse...

Tive depressão bastante grave há alguns anos,e foi a venlafaxina quem me tirou do fundo do poço de vez. Estou muito bem, nos últimos 5 anos tive pequenas crises,mas assim que sentia os primeiros sintomas já corria falar com o médico e recomeçava a tomar, no máximo por 3 meses e ja podia parar. Isso ocorreu umas 2 ou 3 vezes. Se vc toma de 75mg e se sente melhor, peça ao médico para diminuir pra 37,5mg, assim vc tem noção do quanto está bem e o quanto é ajuda do medicamento. E lembre-se: a melhora vem um pouco por dia! Abraços!

Sandy44 disse...

Olá! Vou começar a tomar a venlafaxina hoje à noite e durante mais 6 noites, depois passando para manhã e noite. Meu psiquiatra mandou manipular junto com a buspirona, pois além de deprimida sou extremamente ansiosa. Depois de ler todos esses comentários estou bastante esperançosa, pois luto há anos para superar esses problemas, já tendo tomado diversos antidepressivos e ansiolíticos, todos com resultados pouco satisfatórios. Creio, também, como a Rita, acima, que Jesus é o melhor psiquiatra mas tenho sentimento de culpa por depender de medicamentos para viver uma vida relativamente normal. Mas, por outro lado, Deus é soberano e todo conhecimento vem Dele. Então, acredito que continuar a procurar o medicamento ideal seja válido, até Ele achar que está na hora de me conceder a cura.

Anônimo disse...

Olá pessoal. Foi muito bom encontrar esse blog. Sofro de depressão desde os 24 anos. Começou com uma terrível depressão pós-parto, e daí pra frente enfrentei variações, mas sempre tendo como base a tristeza, desânimo e descrença pela vida e pelas pessoas em geral. Dez anos atrás, aos 48 anos desencadei uma artrite reumatóide de fundo emocional. Depois de passar por vários psiquiatras, e tomar os mais variados medicamentos ansiolíticos e anti-depressivos, hoje faço uso da VENLAFAXINA. Melhorei muito. Tomo 150 mg por dia - cedo e à tarde. Faço uso de Stilnox e Noctal para dormir. Tenho muita dificuldade de dormir. Mas, quando durmo bem e pratico esporte com regularidade atravesso fase melhores. Natação e bicicleta são meus auxiliares para manter meu humor estável.
Recomendo atividade esportiva além da milagrosa VENLAFAXINA.

Gika disse...

Olá pessoal. Tomo efexor xr 75mg a mais ou menos 2 meses. De um mês para cá tenho tido muita tontura e distúrbios na visão, ela fica dupla, tenho dificuldade em focar as vezes. Parece q tenho "algo a mais" na minha cabeça, estou desesperada, pois os sintomas depressivos melhoraram só um pouco e ainda por cima estou me sentindo assim. Meu médico diz q não é do remédio. Já procurei um neuro e ele disse que é de fundo emocional. O que devo fazer? Alguém pode me ajudar? Estou apavorada.

Anônimo disse...

Olá amiga eu tomo valafaxina a mais de 1 ano e comecei com 150 mg e passando a 75 mg e faz depois dia sim e dia nao e parei sem consutar um psiquiatra.. é foda pedir receita eu sofro tbm com isso e muito ainda..

parei por mmim mesmo e to bem 90% curado efeitos colaterais que eu tive foi so uma tontura estranha na hora de fixar o ohlar em alguma cois abem rapidamente..
mais boa sorte pra vc beijos

Anônimo disse...

Ola
Hoje comecei com a venlafaxina. Tomava bupropiona mas não me dei bem com ela. Ela tem algum efeito colateral que seja muito forte? Poque com o Citar e Pondera Deus me livre mas quase morri com os efeitos...de parar na emergencia. Alguem teve algo pior com a venlafaxina?

Anônimo disse...

Olá, encontrei esse blog por acaso. Estou substituindo a paroxetina, por venlafaxina, já faz 1 mes que estou tomando. Meu diagnostico é de Transtorno do Pânico e Ansiedade, tenho um pouco de insegurança em trocar a medicação, pq a paroxetina tem sido eficaz, para evitar crises de panico. Mas não estou percebendo nenhum efeito adverso com a venlafaxina, estou esperançosa. Além disso, faço terapia com psicologo 1 vez por semana, qd estou bem até quinzenalmente. O que me ajudou muito a enxergar saída, foi minha familia, a fé em Deus, e também pratico natação, que é muito prazeroso tb. Alias qualquer esporte ajuda muito pois auxilia na liberação de serotonina e dopamina, que se traduz em bem estar e prazer. Espero que todos nós, encontremos a cura para uma vida saudavel e normal. Um grande abraço a todos.

Simone Costa (farmacêutica)

Anônimo disse...

Oi gente...tenho 29 anos e tb passo por essas instabilidades.Td começou ano passado qnd descobri q tinha Prolapso da Válvula Mitral.Desenvolvi então, uma síndrome do pÂnico e um transtorno de ansiedade q fizeram eu começar a tomar o Inderal,para conter as acelerações do coração.Porém a tristeza e o medo,são constantes na minha vida, fora os pensamentos negativos.Já fiz terapia com psicóloga,só q n achei grandes resultados,mas assim mesmo,acho q voltarei.
E procurei uma psiquiatra e ela me receitou a Venlafaxina de 75mg e eu sou toda temerosa com remédios. MAs como outros já disseram,até me animei mais ao ler o relato de vcs.
Eu comprei o remédio a 1 mês,mas não tenho coragem de tomar.
Mas, Deus é maior e vamos conseguir sair desses transtornos, mesmo q seja com apoio de remédios, confio q ficarei boa e poderei parar com eles. Tenho medo de ser dependente!

Amanda Luísa

vitoriosa disse...

tomo venlafaxina a mais de dois anos e estou curada.nao sinto mais nada,nem da depreçao,nem da sindrome do panico.nao parem de tomar esse medicamento ele e otimo e falo como profissional da saude

vania silva disse...

passei com a minha neuro pois sinto muitas dores no corpo, e foi diagnosticado lordose, ela me receito a venlafaxina,começo a tomar hoje, pois ela me disse que sou muito ansiosa, estou ciente dos efeitos mas vou tentar tomar.

gostaria de manter contato com alguem q esta passando pelo mesmo que eu

Anônimo disse...

Olá
Eu tomo Venlafaxina há 7 anos. Estive a morrer, com depressão. Só fiz, desde então, terapia medicamentosa. Tomo 150mg por dia, juntamente com 10mg de Diazepan. Estou óptima.
(tomo à noite). Ando bem disposta, estudo, trabalho muito, conduzo bastante, não tenho uma dôr de cabeça nem uma tontura. Já tentei diminuir a dose para 75mg e vem logo a ansiedade e a "negrura", que é própria da depressão.
Talvez eu seja uma deprimida crónica, o que é certo é que este medicamento me tem permitido lidar com todas as contrariedades e problemas que sempre há, de uma maneira razoável e ter uma vida com qualidade. Tenho, é certo, uma perda considerável da líbido. É a factura que estou a pagar. Mas entre isto e a depressão... prefiro assim. É que a depressão, para além de ser um enorme sofrimento, pode matar. CUIDADO! Não parem com os antidepressivos, por favor, sem controlo muito, muito próximo, do psiquiatra. Não se brinca com coisas sérias. (Os nossos estados de humor podem depender de alguma(s) substâncias que o nosso organismo, por qualquer razão não produza...). A vida é para se viver com Alegria. Se isso depender de um fármaco... ainda bem que ele existe!
Boa sorte para todos.

Anônimo disse...

Olá Eu sou bacharel em Direito e tenho 25 anos. Tomo Efexor XR 75mg (venlafaxina) há um ano e meio para controlar a ansiedade. E, apesar da sonolência, me sinto muito bem. Comecei esta semana a fazer atividade física e sinto q isto tem me ajudado bastante a diminuir a ansiedade também. Gostaria de continuar tomando por muitos anos, porque me sinto emocionalmente estável com o medicamento. Só tenho receio de algum efeito colateral com o uso por tempo prolongado do medicamento. Ex.: infertilidade ou coisa parecida. Alguém q já toma há mais tempo o remédio pode me dizer algo? Obrigada.

Anônimo disse...

Comecei a tomar fluoxetina, entretanto, como a minha depressão e ansiedade é crônica, não surtiu efeito, mesmo aumentando a dose deste e do buispirona.
O médico então receitou venlafaxina ( na primeira semana 75 mg, de manhã) e depois, além das 75 mg, mais 75 mg à noite.
Após quase 1 mês tomando, voltei ao médido reclamando da sonolência e da alteração da libido. Entretanto, o mesmo aumentou a dose para 220 mg diários, divididos entre manhã e noite. Como tinha um aviagem de cruzeiro marcada, por conta própria, no próprio navio, por conta própria parei o tratamento, entretanto, os efeitos colaterais foram terríveis: A depressão provocou o efeito rebote: Aumentou a deprê, minha tontura ficou insuportável, acreditando que o balanço do mar tivesse provocado até labirintite. Mas o fato é que a tontura foi em consequência da abstinência do remédio.
Entretanto,lendo os relatos deste blog, vou continuar tomando o medicamento e apostar na melhora de minha saúde.

Anônimo disse...

Gente, mas não se pode parar de tomar um remédio assim, não. De jeito algum. A venlafaxina muda a rotina do cérebro. Depressão, ansiedade são coisas sérias. Se a pessoa tem uma deprê profunda pela interrupção abrupta do remédio, isso pode atrapalhar a vida toda da pessoa e acarretar até problemas financeiros, porque na depressão profunda a pessoa não consegue nem trabalhar, nem estudar. O melhor é sempre ser acompanhado de um médico e tomar o medicamento quanto tempo for preciso. E só parar quando estiver seguro desta decisão. Essa é a minha opinião. Tomo venlafaxina há 2 anos.

Anônimo disse...

Gente, mas não se pode parar de tomar um remédio assim, não. De jeito algum. A venlafaxina muda a rotina do cérebro. Depressão, ansiedade são coisas sérias. Se a pessoa tem uma deprê profunda pela interrupção abrupta do remédio, isso pode atrapalhar a vida toda da pessoa e acarretar até problemas financeiros, porque na depressão profunda a pessoa não consegue nem trabalhar, nem estudar. O melhor é sempre ser acompanhado de um médico e tomar o medicamento quanto tempo for preciso. E só parar quando estiver seguro desta decisão. Essa é a minha opinião. Tomo venlafaxina há 2 anos.

Andreia disse...

Estou tomando Venlafaxina 75 mg há dois dias. Sinto fraqueza nas pernas e braços, a cabeça meio lerda, enjôo e perda de apetite. Gostaria de saber se existe algum período de adaptação com esse medicamento. Não consigo encontrar meu médico no final de semana.

Anônimo disse...

Tb tomo venlafaxina há quase 2 anos. Ainda sinto mtas crises, mas esse foi o único remédio que fez efeito comigo. Tomo 150mg diários e vou continuar o tratamento, embora não me simpatize com o médico que o receitou. Mas fazer o que se foi o único que acertou no tratamento.

Anônimo disse...

Esses mesmos sintomas tenho sentido com a fluoxetina e me informaram que são normais até a terceira semana. Estava pensando em mudar para venlafaxina por conta disso, mas parece que é normal com os bloqueadores da recaptação de serontonina.

Anônimo disse...

para quem está em tratamento o correto é não abandoná-lo. a questao é que o remédio faz praticamente um milagre no início, mas para quem não consegue dormir ou qd dorme tem pesadelos ou ainda não tem um motivo concreto para a tristeza que sente,principalmente se esta tristeza começou por volta dos 18 anos. O problema na verdade pode ser outro: mediunidade; e para esse só existe uma solução: buscar um centro espírita ou qualquer outra religião na qual vc possa desenvolver a sua mediunidade, que nada mais é do que uma tarefa de amor para com o próximo, é a caridade, não material, e sim uma doação espiritual. Seja sendo catequista em uma igreja católica, passando a palavra de Deus numa igreja evangélica ou através da música cristã ou de qualquer outra forma, de modo que vc esteja contribuindo para o apoio à outras pessoas. isso vai depender de sua simpatia e afinidade espiritual. eu só indico primeiro o centro espírita pq eles já lidam com este tipo de problema com uma desenvoltura maior, falo por experiência própria. e acreditem tudo isso passa apesar de no início parecer não ter jeito, que a vida não tem sentido algum e que a única alternativa é se matar. qd estiverem melhores consegurão ver a plenitude que é a vida, cheia de obstáculos é claro, mas nada que não se possa enfrentar e chegar fortalecido a mais uma vitória.

Andreia disse...

Isso que vc disse faz mesmo sentido. Sou espírita há alguns anos e trabalho como doutrinadora.Tive a oportunidade de entrar em contato com o espírito que estava me obsediando em uma reunião mediúnica recente. Mas tenho a certeza que devo mudar minha conduta, voltar a me dedicar ao lado espiritual, voltar a fazer ginástica, entrar mais em oração. Mas fui informada na mesma reunião que eu já precisava mesmo tomar medicamento. Fui a uma outra psiquiatra que disse que sou muito sensível a medicamentos e trocou a venlafaxina por Lexapro. Agora parece que estou bem, acredito que com as mudanças que estou fazendo, juntamente com o tratamento dará tudo certo.

Tiago disse...

comecei tomar a venlafaxina a 3 dias, hoje acordei com uma angustia sem tamanho chorei muito... será que meu organismo não se adaptou com a droga ?

Tiago disse...

comecei tomar a venlafaxina a 3 dias, hoje acordei com uma angustia sem tamanho chorei muito... será que meu organismo não se adaptou com a droga ?

Anônimo disse...

tb comecei a tomar hoje venlafaxina 75mg manhã e não sei se fico assustado com os comentários q acabo de ler ou se fico tranquila. Tenho apenas uma ligeira depressão mas o suficiente para estragar a mha vida. Não consigo estudar, sinto-me tão cansada só de pensar, não tenho ânimo, sinto q não sou capaz de fazer nada... Sou muito sensível ao café e hoje de manhã pareceu-me ter tomado café. Será a terapia com psicólogo não será o suficiente?

Lisa disse...

O meu marido começou a tomar venlafaxina ontem. Foi-lhe diagnosticada uma depressão ligeira a moderada, o que soa até estranho, pois esta fase (ou seja o que for) está arruinando as nossas vidas. Estranho como algo que provoca tanta devastação pode ser adjectivado com "ligeiro"... Enfim, tenho esperança que esta droga possa ajudar o meu marido e tirar a minha família do negrume em que caímos.

Anônimo disse...

Olá Pessoal td bom?

Meu nome é Ricardo. Bom vamos lá

tenho 23 anos e me familiarizei totalmente com os sintomas de algumas pessoas aqui. E de artigos que li no wikipedia sobre medicamentos depressivos.

Eu trabalho e terminei a faculdade.
Mas a tristeza sempre esteve comigo, e acho q estou envelhecendo e não curtindo a vida como deve ser.

Quando eu recebo meu salario eu torro meu dinheiro até eu ficar sem dinheiro até pra ir trabalhar. Acho que faço isso para tentar esquecer a tristeza que sempre me acompanha. Não tenho vontade de fazer quase nada, cada vez mais me distancio de todos, fico com umas loucuras de achar defeitos em todos que estão na minha volta e me sinto um inutil em alguns momentos.

Nunca fiz tratamento, estava pensando em comprar qualquer medicamento desses do tipo VENLAFAXINA ou FLUOXETINA. Mas depois de ler esses depoimentos acho que vou marcar uma consulta com um psicólogo. Ou sei la, tbm não sei com que tipo de médico devo procurar...Ninguém sabe que tenho esses sintomas ou que me sinto assim deprimido.

Queria saber. Demora muito para o medicamento fazer efeito? qual é a diferença dentre esses:
VENLAFAXINA
REBOXETINA
FLUVOXAMINA
TIANEPTINA
MIRTAZAPINA
TRAZODONA
MIANSERINA
MILNACIPRANO
DULOXETINA

Enfim agradeço a atenção de todos. Gostaria que me ajudassem.

Obrigado

Anônimo disse...

Tomei venlafaxina por um tempo, e logo descobri que estava gravida, optei por parar com o medicamento, apesar do medico dizer que nao traria problemas para o bebe. Agora o meu bbe esta com dois meses e o medico me receitou novamente venlafaxina 75mg, eu sinto que precisi muito, pois tenho transtorno de ansiedade e depressao, porem estou com medo de tomar o medicamnto , pois estou amamentando. Alguem ja passou por isso?

Anônimo disse...

oi pessoal...espero poder ajudar algumas pessoas que como eu no começo...não sabiam lidar com estes remedios...
comecei tomando fluoxetina...mas foi horrivel...corri pro medico e pedi que trocasse por outro...
usei por 1 ano e meio a venlafaxina, então lá vai umas dicas:
as reaçoes adversas sao as mais loucas possiveis....e na primeira semana, vc tem uma piora do quadro de depressao ou anxiedade, é normal e passa...para ajudar nesta fase, os medicos recomendam algum ansiolitico, eu preferi tomar passiflora....
para parar de tomar..tem que ser bem devagar...senao tambem dá uma reação, tem que ir aos poucos, alem de diminuir a dose, qdo chegar na dose minima tem ir tirando, tomando dia sim dia nao, em seguida a cada 2 dias e assim por diante...leve o tempo que for...
procure um medico que te explique tudo...senao a insegurança faz piorar tudo...eu sou tratada na clinica Menssana, que tem outros recursos alem dos remedios, o psico relax, ajuda muito nesta fase inicial tao dificil....
mas o importante...é não se cobrar...não se forçar a fazer coisas que não quer, pelo menos até melhorar..
se os outros não entendem, problema deles....vc tem que se curar, pois é uma doença, é falta de serotonina, é fisiologico e náo psicologico...
força!

Anônimo disse...

eu tambem tive receio em tomar a venlafaxina, senti pavor pra dizer a verdade...e ja estava mal pois a fluoxetina, alem de nao fazer efeito, tinha piorado o quadro....
mas tomei e nao me arrependo, a minha qualidade de vida mudou completamente...
sempre prucure um medico, de preferencia um psiquiatra, que te agrade ou por indicaçao de alguem...

Anônimo disse...

tomo velafaxina ha 5 anos,uma vez a medica tentou retirar(gradual sempre!!!)0s sintomas voltaram e optei por retornar ao tratamento,se tiver q tomar p o resto da vida q seja,mas não quero sentir uma enorme tpm,ansiedade,insonia,triteza e pricipalmente um desanimo e casaço intenso,atrapalhando-me profissionalmente.No inicio é normal ter mal estar gástrico,etc,mas tudo em 15 dias,nao tive problema de libido,tive qdo inicialmente usei citalopran,agora não tenho nada de efeito colateral,as x depressão tem q ser tratada p resto da vida,trabalho nesta área e sei o que acontece qdo se interrompe o tmento.viva-se bem e melhor,com qualidade.abçssss

Joseline,SP disse...

Ola pessoal minha mae tem transtorno bipolar e ela começou o tratamento com venlafaxina 150mg , ela se deu muito bem durante 1 ano. o medico quiz diminuir a dose p/ 75mg e acrescentou citalopran pra emagrecer. Vejo que nao esta sendo otima a resposta ela nao emagreceu e so piorou o emocional dela. Ela informou isso ao medico qu por sua vez tirou o Venlafaxina e receitou Rivotril. Ela esta na 2 semana teve uns sintomas de tontura e irritabilidade a familia sofre junto tambem. Vou esperar mais 2 semanas pra ver o resultado e ver se tem um equilibrio emocional. caso nao haja tem que voltar com o venalfaxina 150mg. Alguem tem algo em comum?

LARA disse...

Nossa! Fiquei assustada agora!...
Hoje vou iniciar minha medicaçao (Venlafaxina 25mg + Doxepina c/HCL 2mg), mas não sabia q tinha esses efeitos colaterais como diminuiçao de libido, falta de apetite...

Como minha dose é baixa (menor de todos q encontrei por aqui) nao to com tanto medo... mas vou consultar o psiquiatra mais uma vez pra tirar essas duvidas!

Anônimo disse...

C Lira (canlira@yahoo.com.br)
Oi gente.
Temos que entender que depressão deve ser tratada com cuidado, como cardiopatias o diabetes. É preciso lembrar que existem tratamentos coadjuvantes, sendo muito importante principalmente a atividade física, que entre outros fatores, ajuda a diminuir a ansiedade e a tristeza. Vale lembrar também que os níveis de açúcar e triglicérideos (carboidratos) no sangue agem de forma proporcional nos sintomas da depressão, pois estimulam a sua produção. É importante diminuir as massas e aumentar o consumo de alimentos antioxidantes, as verduras, que melhoram significativamente a qualidade de vida dos portadores de depresão crônica.
um abraço

Anônimo disse...

Eu sou empresário (pequeno) e de uns dois anos para cá, comecei a sentir muita dificuldade para tomar decisões. Minha empresa está crescendo e eu, cada vez mais triste. Até que, há alguns dias, minha irmã olhou para mim e perguntou porque eu estava deprimido há vários dias. Então me recomendou um médico de confiança de toda a família. Ele me receitou o Efexor + Olcadil. Como era o segundo psiquiatra que me deu o mesmo diagnóstico, desta vez resolvi encarar (acho que o outro, ou a outra, na verdade, não me inspirou confiança). Tomo 75 mg de um (comecei com 37,5) e 3 mg de outro. Tem uma semana. Até agora, senti poucos efeitos colaterais, a não ser uma pequena sonolência que não incomoda. ´Mas parece que esá atacando a libido. Tudo bem, o que fazer? Prefiro assim, já que estou mesentindo melhor. Vamos esperar para ver.

Achei este blog importantíssimo. Quem está querendo tomar, sugiro que consulte, pelo menos dois especialistas. Dá mais confiança ver que o diagnóstico foi confirmado.

Valéria disse...

Olá meu nome é Valéria ,tomo venlafaxina a 4 anos ,tenho ansiedade crônica e graças a DEUS consigo me controlar bem !Se tiverem dúvidas procurem um profissional da aréa.

Anônimo disse...

Fé em Deus e esperança que com ctza todos esses problemas serão resolvidos!!! já tomei antidepressivo, estava muito mal, no fundo do poço mesmo e melhorei 90%.

Muita paz pra todos!

Tatiane disse...

Eu não tenho pânico, somente desânimo e não tenho ovntade de fazer nada, nem estudar, nem cozinhar, nem nada, nao gosto de nada, verdade gente. Acho que nasci pra ser madame pq não é possível uma pessoa nao ter dom pra nada, não ser boa em nada???? Tomo bupropiona há 6 meses mas o médico pediu que eu mudasse para Venlafaxina 75. Disse pra eu parar a Bupropiona e começar esse venlafaxina, mas não perguntei nada se precisava dar um prazo, será que tem que esperar uns dias?

francisco disse...

Uso venlafaxina desde 2003, meu medico diz, que minha depressão já é crônica, sinto muito cançasso, desanimo, as crises de depressão, foram menos pesadas..ao usar essa medicação, mas gostaria de me sentir, com mais ânimo e energia, pouco consigo me concentrar....alguém, já foi diagosticado, como crônico....já obteve, melhora com outras substancia???

Andreia disse...

Oi, Francisco! Comecei meu tratamento tomando Venlafaxina, mas não consegui chegar ao final da caixa, de tantos efeitos colaterais. Meu médico não queria trocar e dobrou a dose. Não tomei e procurei outro médico. Hoje tomo Lexapro há 3 meses e estou próxima da normalidade. Será que vc não deveria procurar a opinião de outro médico?

Anônimo disse...

Há contra-indicação em tomar café álcool ou tabaco com a venlafaxine?

Anônimo disse...

Tomei meu primeiro comprimido de Venlafaxina (75mg) hj e estou bem animado com os comentários que li aki.

Anônimo disse...

Olá, tomei Lexapro durante 6 meses e estava sendo ótimo, mas entrei em uma crise de depressão e pânico mto forte e passei a tomar velafaxina. Faz um mês que estou tomando e melhorei bastante. omo efeitos colaterais no começo tive mto enjoo, mas meu médico já tinha me avisado. A libido realmente sumiu...Estou na dose de 225mg diário e vou ao médico essa semana para ver se há algo a fazer para voltar a libido.

Dr. Alexandre disse...

Olá! Como deve ter visto na internet, a venlafaxina costuma dar alguns sintomas físicos quando se deixa de tomá-la. É importante que compartilhe a decisão de parar de tomar a medicação com seu médico e, se assim for decidido, fazer um "desmame" lento, passando primeiro a 37,5 mg para depois retirar, apenas quando se sentir seguro em fazê-lo.

Um abraço e boa sorte!

Samuel Garafon disse...

para mim comecei a sentir efeitos positivos apos uns 5 dias tomando.
hummmm, para gastar menos eu mando manipular, e tomo 37,5 de manha e a mesma quantia no almoço.
se eu toma-la de estomago sem comida eu fico muito enjoado ( nao eh ansia ) fico mal mesmo....
entao uma dica eh tomar junto com a comida mesmo
outra coisa que notei foi que meu desempenho sexual deu uma caida, procurei informações e descobri que pode causar impotencia em alguns casos...

Anônimo disse...

Iniciei o tratamento com Vanlafaxina hoje.

Após iniciar e parar várias vezes o tratamento para depressão, percebi que não posso viver de altos e baixos e terei que manter meu tratamento sendo acompanhada por um psiquiatra.

Agora encontrei um médico de confiança, e me senti mais motivada.

Tenho depressão a mais de 13 anos, e nunca me tratei corretamente. Conclusão, perdi muitas oportunidades, vivi durante todo esse tempo sem saber o que é ser feliz, culpando os outros por minhas derrotas.

Hoje aos 32 anos, tenho fé que realizando o tratamento corretamente irei conseguir sair do buraco.

Só não cometi uma burrada, como tirar a minha vida, porque tenho muita fé em Deus. E nos momentos dfícies, quem me manteve viva foi ELE!!!

Mas Deus criou os médicos e a ciência e tenho que fazer a minha parte.

Só Deus sabe o quanto eu estive mal, marquei várias vezes a consulta e desistia. Não tinha estímulo pra buscar ajuda.

A depressão destrói tudo!!! Destruiu meu casamento, minha vida profissional, e todo tipo de relacionamento com pessoas.
Tenho muitas dívidas, pois gastei meu dinheiro compulsivamente.

Cheguei ao ponto de comprar muitas coisas no shopping, e jogar pela janela no caminho de volta pra casa, só pra ninguém saber o quanto estava louca.

Também engordei muito, comprava muita coisas pra comer, e comia até passar mal. Comprava pizza e comia sozinha dentro do carro.

Não me arrumo, não tenho vontade de fazer as unhas, arrumar meu cabelo, de me olhar no espelho.

Sinto inveja das outras mulheres, pois queria ser igual a elas.

As marcas que essa doença me deixou ficarão para sempre, mas decidi que mereço me curar.

Cansei de me sentir culpada, de me odiar, de odiar meu corpo, de destruir minha vida.

Ainda não me sinto feliz, mas vejo nas outras pessoas o que é ser feliz!!! E é isso que quero pra mim!!!

Tenho fé em Deus que meu tratamento terá sucesso! E mesmo que tenha que tomar medicamento, não vou parar, nem desistir. Pois existem tantas doenças onde a pessoa precisa de medicamento pra viver, e tenho que encarar a depressão como doença.

E quando eu estiver melhor, terei forças para reconstruir minha vida, e ter de volta tudo que eu perdi!!! E muito mais!!!

Abraços a todos, e fé, todo mundo merece ser feliz

Anônimo disse...

Meu médico informou que nos 7 primeiros dias os efeitos do medicamento podem provocar uma sensação muito ruim (a depressão parece piorar).

Para diminuir esses efeitos, ele receitou 37,5 mg durante os 7 dias, e depois continuo tomando 75 mg.

E ele deixou claro que sentirei efeitos positivos, somente após 1 mês tomando o medicamento.

A Venlafaxina é um medicamento moderno, não causa dependência, o que ocorre é que o cérebro acostuma com a droga que equilibra as funções, e caso pare abruptamente o corpo sentirá falta e as reações podem ser muito ruins.

Não pare o tratamento por conta própria, se sente-se melhor, fale com o médico, ele irá conduzir o tratamento e informar as maneiras de ir diminuindo as doses até o corpo acostumar e enfim, encerrar o tratamento.

Depressão é coisa séria, é uma doença que merece atenção!

CUIDE-SE!

Sei que a tristeza parece muitas vezes ser impossível de ser vencida, mas se formos analisar, só vamos ao médico quando dói o corpo, porque não procurar ajuda quando dói a ALMA???

Não sinta-se inferior por estar assim, por ter depressão, muitas e muitas pessoas passam por isso, e deixam de aproveitar as BENÇÃOS que existem no mundo.

A VIDA É PRA SER VIVIDA COM ALEGRIA!!!

E VOCÊ PODE SER FELIZ!!!

laert disse...

Bom dia! Comecei a tomar venlafaxina hoje,dose de 37,5 mg. Tenho Pânico e ansiedade generalizada. As crises vem a cada 10 dias e fico mal por 2-3 dias, depois melhoro muito como não tivesse tido nada. Antes tomava Equilid.
Junto com a fenlafaxina, tomo 0,5 de rivotril e 0,5 mg de frontal.
Tenho Medo de ficar pior com a venlafaxina, mas vou tentar.

Anônimo disse...

Espero que com meu depoimento possa ajudar alguém. Afinal, para que serve as nossas experiências se não pudermos compartilha-las com quem precise? Tenho 35 anos e comecei a ter sintomas da doença aos 26. No começo não entendia direito, não me conhecia o suficiente para entender que estava deprimida, que eu não havia me tornado aquela pessoa, e sim que era fruto da doença. Até porque, a minha depressao começou de forma leve, mas constante, o que dificultou eu entender e mesmo aceitar que estava doente. Com ou tempo, eu a falta da procura de tratamento os sintomas foram ficando mais graves, o que antes eu entendia só como muito cansaso ou mesmo preguiça passou a ser desânimo para tudo, falta de concentracao, pessimismo excessivo, choro por qualquer motivo, não queria nem viajar pq spre voltava pior e, na fase mais critica não conseguia comer, ler uma revista sequer, só queria ficar na minha cama, mas.

Anônimo disse...

continuando: esse comportmamento acabava comigo. Procurei um excelente medico, comecei o tratamento pela primeira vez com efexor, no começo tive todos os sintomas mto sono, diminuição da libido, mas com o tempo tudo melhorou, os primeiros sintomas da melhora da depressao aconteceram na primeira semana fiquei realmente bem, tanto que quis parar com o remédio o pior erro que cometi. Depois de quatro meses sem tive uma crise, a pior delas sabia que sem o remédio nao ia sair dela. Hoje estou tomando venlafaxina manipulada eu estou mto melhor, faço atividade física todos os dias os que garante uma boa noite de sono, voltei a sorrir de verdade, fazer planos, ter esperança, parei com os choros por qulquer motivo, meu sinto mais forte, disposta, equilibrada. O remédio não resolve seus problemas, sua vida, mas te ajuda a seguir em frente, se curar e ser feliz novamente.

Anônimo disse...

Pessoal, bola pra frente. Sofri crise de panico há 3 anos. Tomei Zoloft e Apraz. Após 2 anos me senti bem e parei os remedios e a crise voltou. Fiquei 15 dias em casa retornando os remedios. Iniciei com Venlafaxina há 7 dias e estou outro, em perfeito estado, me sentindo otimo.
Acredito que os efeitos são psicologicos, se ficar com medo de mudar de remedio eles retornam. estou bastante esperançoso.

bRUNA disse...

Olaaaaaaaa gente me chamo Bruna to gravida d 3 meses ha 3 anos tenho sindrome do panuico e toke..
meu medico me passou venlafaxina e eu melhorei mais semprei parei e sempre voltou..

agora to gravida e parei de tomar mais tudo voltou passei com meu medico e vou voltra tomar e novo graças a Deus e o unico remedio que me fa bem...

amei encontrar esse blog me ajudou muitoo

haa nunca tive efeitoos colaterias com ele..

bjokas a tods e boa sorte ...

OBRIGADO QUEM ENVENTOU O VENLAFAXINA...

pimple bacteria disse...

Boa noite tímidos e tímidas.

Venho aqui fazer um depoimento sobre o tratamento da depressão esperando que ao colocar em palavras o que sinto possa ajudar não só a mim como a todos (se ajudar a um já é uma grande vitória) que possam vir a lê-lo.

Meu primeiro episódio depressivo ocorreu aos 14 anos. Na época cursava a oitava série do Ensino Fundamental de um colégio bilingüe alemão-português. Não provenho de família alemã e, portanto, me era desconhecida a cultura alemã como um todo. Acredito que o episódio que desencadeou a primeira depressão foi o de ter sido levada pelo braço até a diretoria pelo próprio diretor do currículo alemão apenas por não trajar o uniforme nem ter trazido o diário escolar em pleno último dia de aula enquanto a enorme maioria dos outros alunos encontrava-se na mesma situação que eu. Não foi fácil compreender que uma instituição também erra. Hoje consigo compreender que a instituição em si é só existe enquanto composta por humanos, logo, passíveis do erro.

Meu segundo episódio depressivo ocorreu aos 17 anos. Terminei o terceiro colegial. E agora, José?! Queria mudar o mundo, fazer algo que pudesse mudar a sociedade como um todo. Abracei então a idéia das Ciências Sociais com formação em Ciências Políticas. Sofri no cursinho ao ver as imagens dos famintos africanos, das vítmimas do Vietnã. Não passei no vestibular. Hoje diria que uma única pessoa já constitui um universo a ser desbravado, cuidado, agraciado e, principalmente, vivido. E isso não só vale para alguém a quem possamos ajudar como a si mesmo.

Aos 19 anos, durante o cursinho para Medicina, carreira que desde chica quis cursar, senti a tristeza bater na porta novamente. Dessa vez, por conta do único amor que já vivi até hoje (que não seja o último!). Passamos 3 meses de felicidade íntegra. Aquela que só a poesia, a arte, a música e a natureza são capazes de definir. Subitamente seu comportamento comigo mudou. Mais um choque: compreender que uma mesma pessoa pode, mesmo que por amor, machucar. Persisti no estudo sem qualidade de sono, tempo livre, momentos relaxantes...

Aos 20, caloura em Medicina pela Universidade Federal de Santa Catarina - orgulho em dizer que conquistei essa vaga. Corri para alcançá-la e agora vejo-me como os corredores do atletismo que dão tudo de si nos 100 metros livres, logo agaixam-se, bufam, e recebem uma medalha. Rs! E aí, o que fazer com ela?!


Isn't ironic? Que no ínicio do meu grande sonho eu esteja a enfrentar um novo episódio de depressão?

Ter que aceitar a doença está sendo um processo delicado, porém prevejo grandiosidade em seus frutos. Aceitá-la envolve vencer o preconceito da sociedade, da família e de si mesmo.

Hoje fui à psiquiatra e me comprometi a dar continuidade ao tratamento, o que implica em não interromper a medicação por conta própria como fiz outras vezes. Nessa pequena grande resolução já estou aprendendo diversas coisas. A primeira: confiar no trabalho de meu colega de profissão, respeitá-lo quanto a sua formação; a segunda: tornar-me médica nunca aniquilará meu papel como paciente.

O recado que deixo a quem sofre de depressão:

- Encará-la como algo a te engrandecer é a melhor forma de vencê-la.

Ah! Só mais um ps: psicoterapia é essencial ao tratamento da depressão, mas não deixe de se certificar que você se sinta a vontade com seu psicoterapeuta - não pague para sofrer mais.

PS 732 (!): Pretendo escrever mais sobre o assunto no meu blog www.pimplebacteria.blogspot.com

Até!

Malú disse...

Gente obrigada pelo relato de suas experi^ncias, iniciei o venlafaxina hj e estou espernçosa depois do q ouvi aqui. Tbm já tentei fluoxetina, zoloft, bupropiona, lexapro e nehum resolveu de vez o meu problema, prometo q volto pra contar como estou me sentindo. Que Deus ajude a todos nós!!!!è muito bom saber q não sou a única a me sentir assim. Valeu pessoal.

Mary ellen disse...

OI gente, tbm tomo venlafaxina a quase 1 ano, e tbm clonazepan 0,05mg noite e tenho um clonazepan de maior mg para as crises bem mais fortes, hoje digo que vivo mais antigamente só pensava que ai morrer a qualquer minuto, já estou nesta luta a 4 anos, e só Deus em minha vida, faço terapias com meu psicólogo, e já melhore 80% sei que faço minha parte nos remédios e sei que o meu redento Vive e no momento certo tudo isso acabaráaaaa, considero isso como uma faculdade e nela serei a melhor aluna, em questoes de passar pelo vale da tempestade serei a melhor guia estrutora de vales, sei qu o Senhor permite que passemos por isso para aprender-mos e tbm para ajudar as pessoas no futuro mostrando que sempre há uma solução, mesmo quando os médicos dizem que nao há mais jeito.. aí o Senhor faz o milagre em nossas vidas... acreditem isso tem cura grandes homens na biblia sagrada passaram por isso a diferença é que naquela época nao tinha estes medicamentos e nem as terapias e todos conseguiram suas vitórias....""a bíblia diz: que tudo que pedirdes em oração CRENDO recebereis"" então força amigos venceremos esta prova em nossas vidas!!!!! meu sonho é que isso acabe para que eu possa parar de tomar os remedios e poder engravidar, mais sei que o meu Deus já sabe o dia e a hora da minha vitóriaaaa!!!!!!

Anônimo disse...

Olá gente,venho pra relatar que a venlafaxina foi otima para mim,comecei com 75mg e fui melhorando ai diminui pra 37,5mg e depois qnd achei que tudo ia bem parei de tomar.
PARAR DE TOMAR SEM CONSENTIMENTO MEDICO FOI A PIOR COISA QUE EU FIZ!
a depressão voltou depois que meu pai morreu e eu me mudei de estado e de facul.Vou recomeçar a tomar amanha,a tristeza, o vazio,angustia o choro compulsivo e a vontade de sumir tomaram conta de mim de modo que nao quero mais ir as aulas ou sair de casa ,mas amanha começo a tomar e sei que vou melhorar.
Por favor é chato ir ao medico pedir receita todo mes mas e melhor do que ter uma recaida e ficar ainda pior.Não parem o tratamento sem consentimento do medico isso é um perigo.

espero que tenha ajudado.

Anônimo disse...

li todos os pots acima , ja tomei todos os remédios acima e só a VENLAFAXIAN resolveu.Os efeitos colaterais foram só no início,a nao ser esse sono estranho já citado nos comentarios acima , que eu nao sabia que era deste remédio.Achei que pudesse ser de glicema.

Dicas:

1-Depressao nao é dor de cabeça, para tr resultado pode demorar até um mes.Acredito no seu médico.(Se nao confiar, é melhor trocar de médico)

2-JAMAIS, JAMAIS MESMO, pare de tomar o remédio, seja ele qual for pois o efeito rebote é terrivel

3-Minha vida mudou depois que acertei na medicação.Pense nisso antes de tomar qualquer atitude drastica.

Anônimo disse...

Eu tomo diariamente 150mg de venlafaxina, 500mg de divalproato de sódio(Depakote ER) e 2mg de clonazepam(Rivotril) e além de outros sintomas também tenho muita dificuldade para ejacular durante as relações sexuais é como o amigo lá em cima disse me sinto uma cobra sem veneno(rsrs)no meu caso demooooooora, mas o veneno vem, e o pior é que o apetite sexual ficou incontrolável(minha esposa nunca teve o que reclamar agora ela é que está precisando visitar a minha médica rs), e isso segundo minha psiquiatra é devido à venlafaxina mas, para o tratamento da depressão e síndrome do pânico tem sido espetacular se tomar na freqüência e dose correta, pois num feriado desses fui para o sítio e acabou a venlafaxina e não consegui receita, pronto o terror da família veio nos visitar no feriadão por isso , eu pego receita para um mês mas me consulto todo mês, essa de só pegar a receita é algo perigoso pois vc pode estar precisando de aumento ou diminuição da dosagem e só a avaliação do nosso melhor amigo nessa hora para confirmar o correto.Boa sorte a todos

Likki disse...

Interessante esse site.

Eu fui hoje pela 1a vez ao psiquiatra em busca de ajuda para tentar entender o que venho passando durante esse ano.
Muitas dificuldades de relacionamento, estou perdendo meu marido (verdadeiramente), sai do meu emprego (por nao suportar conviver com as pessoas), perdi uma pessoa muito querida na familia... isso é o mínimo. Me tornei uma pessoa TOTALMENTE anti-social, me afastei de todas as pessoas, amigos, familiares, fiz com que meu marido fizesse o mesmo. Me indipus c/ ele por TODO E QQ motivo, o agredi fisicamente e moralmente (essa 2a, inúmeras vezes), me tornei uma pessoa insuportável, em especial com ele que é um marido maravilhoso pra mim. Maximizo todos os pequenos e insignificantes problemas da nossa relacao, tudo eh um monstro de 7 cabeças pra mim e eu faço um verd inferno.
Hj vivemos isolados e ele quer me deixar. Nao vejo graça em sair do quarto, de casa, nao trabalho mais, nao consigo estudar, nao dou continuidade em nada que inicio.
Parece que cheguei ao fundo do poço, não?
O Medico me receitou Venlafaxina - 37,5mg. nunca tomei remédio, tenho muito medo, mas parece q não tenho saída. Vou iniciar amanha e Deus me ajude a encontrar um rumo pra uma vida melhor.
Olho pra trás e vejo uma vida mto diferente, uma pessoa mto diferente da qual me tornei, isso me magoa e fere demais.
Me sinto sozinha no mundo... e o pior, tenho uma vida maravilhosa, com tudo o que de forma geral, acredita-se necessário para ser feliz! Me sinto injusta e ingrata com a vida.
A leitura desses comentários me ajudou a encontrar forças pra passar por isso!

obg pela atenção!

Anônimo disse...

Isso ai tenha força e tudo vai acabar bem, mas tenha paciência a sua história é quase igual
a minha pois quase perdi minha esposa e filhos num processo que durou anos antes de encontrar ajuda médica. Boa sorte

Guegué disse...

Oi gente amiga!

Temos alguns pontos em comum não é?
Bom, gostaria de saber sobre EFEXOR XR X VENLAFAXINA.
Existe ou não diferença quanto a eficácia entre os dois ?

Grata,
Gue.

Anônimo disse...

Boa Noite pessoal, meu nome é Priscilla e minha mae sofre de depressao, dentre outros problemas, o medico receitou a Venlafaxina, mas ela esta passando muito mau, so quer dormir, esta tremula, nao quer comer, sente muito enjou. Estou muito preocupada e nao sei o que fazer. Preciso de ajuda!

Anônimo disse...

Olá...
Passei mUito tempo com vontade de pesquisar mais sobre esse remédio
EFEXOR.
Quero faze um alerta: muito cuidado ao tomar este medicamento, principalmente se você for jovem ente 17 e 20 anos.
Em janeiro ou fevereiro de 2005 a ANVISA lançou um comunicado alertando o risco de se tomar este remédio...
Fizemos o relato à ANISA após um triste e doloroso momento vivido por minha família: Meu filho de 17 anos estava tomando este medicamento há alguns dias, e após
a médica dobrar a dose, ou seja, passou a receita p/que tomasse um comprimido pela manhã e outro a noite.O fato é que após 4 dias,tomando dois comprimidos diários meu filho suicidou-se.
PAIS E JOVENS !!!! MUITO CUIDADO!!!
A médica nem fazer o relatório para a ANISA fÊZ!!! eu também acreditava que havia encontrado uma ÓTIMA MÉDICA.
Um abço a todos e boa sorte! SAÚDE!!!

Anônimo disse...

QUERO ESCLARECER ALGUNS PONTOS QUE NÃO FICARAM CLAROS NO TEXTO ACIMA.
RELATAMOS A MORTE DO MEU FILHO A ANVISA, E APÓS NOSSO RELATO , É QUE DIVULGARAM UMA NOTA ALERTANDO PAIS E MÉDICOS EM RELAÇÃO AO USO DO EFEXOR EM PACIENTES JOVENS...´
O ALERTA DA ANVISA FOI ENTRE JANEIRO E MARÇO DE 2005.

A DOR DA SAUDADE AINDA É MUITO GRANDE!!!
Um abraço

Anônimo disse...

ACHO QUE VOCE TEM O DIREITO DE TENTAR LARGAR DOS REMEDIOS, POREM VA COM CUIDADO. EU TOMO VENLAFAXINA DE 75MG SERVE PARA DEPRESSAO, FOBIA, ANSIEDADE, SINDROME DO PANICO.
CONVERSE COM SEU MEDICO E PROCURE SABER O QUE VOCE TEM.
EU TOMO A 2 ANOS E FOI MUITO BOM, FOI O UNICO QUE CONSEGUIU ACABAR COM A MINHA DEPRESSÃO E S. DO PANICO, FAÇO TRATAMENTO A 14 ANOS E SO AGORA DESCOBRIRAM ESTE NOVO MEDICAMENTO.

Anônimo disse...

Só algumas dica para quem também toma venlafaxina - NÃO MANDE MANIPULAR! Os medicamentos como o Venlift, Efexor, e outros feitos por laboratórios médicos são de liberação controlada, a dose não dissolve toda de uma vez no organismo. Se vcs repararem dentro da cápsula há várias bolinhas. Se nunca experimentou, chacoalhe a cápsula para ouvir. Cada uma leva um tempo diferente para dissolver para que a gente não tenha os efeitos colaterais da dosagem, principalmento o enjoo. As farmácias de manipulação não tem como usar essa tecnologia na manipulação.
Outra dica para quem, como eu, está afastado do trabalho e tem que tomar venlafaxina que é cara - Peça amostra para seu psiquiatra. Não tenha vergonha de pedir porque os laboratórios disponibilizam para os médicos a quantidade que eles solicitam de amostra grátis. Se vc não pedir, seu médico não vai saber que vc precisa e não pedirá ao representante comercial do laboratório. Minha psiquiatra me dá 3 caixas de amostra venlafaxina 150g além da receita.
E a última dica - remédio não cura depressão. Depressão não é só uma doença física, é um desequilíbrio químico e deixa "cicatrizes" na nossa alma. A terapia com uma psicóloga é tão importante quanto o uso dos medicamentos, além, é claro, da nossa vontade de querer melhorar.
Saúde a todos!

Anônimo disse...

Só algumas dica para quem também toma venlafaxina - NÃO MANDE MANIPULAR! Os medicamentos como o Venlift, Efexor, e outros feitos por laboratórios médicos são de liberação controlada, a dose não dissolve toda de uma vez no organismo. Se vcs repararem dentro da cápsula há várias bolinhas. Se nunca experimentou, chacoalhe a cápsula para ouvir. Cada uma leva um tempo diferente para dissolver para que a gente não tenha os efeitos colaterais da dosagem, principalmento o enjoo. As farmácias de manipulação não tem como usar essa tecnologia na manipulação.
Outra dica para quem, como eu, está afastado do trabalho e tem que tomar venlafaxina que é cara - Peça amostra para seu psiquiatra. Não tenha vergonha de pedir porque os laboratórios disponibilizam para os médicos a quantidade que eles solicitam de amostra grátis. Se vc não pedir, seu médico não vai saber que vc precisa e não pedirá ao representante comercial do laboratório. Minha psiquiatra me dá 3 caixas de amostra venlafaxina 150g além da receita.
E a última dica - remédio não cura depressão. Depressão não é só uma doença física, é um desequilíbrio químico e deixa "cicatrizes" na nossa alma. A terapia com uma psicóloga é tão importante quanto o uso dos medicamentos, além, é claro, da nossa vontade de querer melhorar.
Saúde a todos!

Anônimo disse...

olá , meu nome é jo e comecei a tomar venlafaxina 75mg e buspirona 10mg , no primeiro dia que foi quinta-feira passada tomei só o venlafaxina, e apos uma hora e meia, comecei a sentir um mal estar horrivel , vomitei, naõ conseguia me manter em pé , comecei a suar muito e sinceramente , achei que ia morrer, tive que ser levada pro hospital. dai voltei a tomar no domingo, fiz a mesma coisa só tomei o venlafaxina e novamente passei mal , mas não com a mesma intensidade . então hoje decidi procurar meu psiquiatra e falar sobre oque aconteceu e ele me disse que eu só tive todos esses sintomas porque naõ tomei os dois juntos , que o venlafaxina e o buspirona devem ser tomados juntos e com o passar dos dias os sintomas iriam amenizar.Eu vou tomar hoje mas , estou com medo! alguem ai tem algo parecido pra me contar ? desde ja agradeço !

Evelyn Vivi disse...

Guegue:

Efexor é a própria venlafaxina, ou seja, é apenas o nome técnico.

Evelyn Vivi disse...

Bem, também comecei com sintomas leves, que a princípio achei que fosse apenas indisposição ou preguiça.

Depois de uns 6 meses as coisas pioraram e começaram a estragar minha vida: faltas no serviço, 3 semestres perdidos na faculdade, sensação de "morte em vida", crises de choro sem razão aparente e sem controle, sono excessivo.

O primeiro médico (clínico geral) foi um estúpido, disse que na época dele as pessoas "não tinham tempo para esse tipo de doença", ou seja, depressão é falta do que fazer :| Nem precisa dizer que só me senti pior.

Mesmo assim, ele me receitou fluoxetina, que não me fez efeito, mesmo me consultando paralelamente com um ótimo psicoterapeuta.

O psicoterapeuta percebeu que eu havia sido mal medicada e indicou um médico de confiança, que me receitou Venlift OD, 75mg por dia (venlafaxina, assim como o Efexor). Depois de mais ou menos um mês comecei a melhorar, e depois de quase um ano me sinto 90% recuperada.

Às vezes ainda tenho algumas crises de choro, confusão mental e etc., mas os estragos são bem menores ou inexistentes.

Não tive problemas com reações adversas, apenas dificuldades no sono: eu dormia demais mas não "desligava", parecia sempre que estava sonhando. Para melhorar isso, o médico me receitou Tryptanol 25 mg (amitriptilina), que me desligou até mais do que deveria, hehe (é um antidepressivo de efeito sedativo!), então foi diminuindo a dose. Hj tomo apenas 6mg por dia e a qualidade do meu sono é muito boa.

Também tenho problemas com essa história de receitas: das vezes que fiquei alguns dias sem tomar (como hj, por exemplo) me sinto bastante mal, uma espécie de tontura... eu me movo 1 milímetro e parece que caí de uma altura de 2 metros... até mesmo a audição sofre alterações, parece que o ouvido fica vibrando... uma sensação bem parecida com a de quando tenho febre alta.

Enfim, gostei muito da venlafaxina, mas espero um dia poder me afastar dela.

Desejo boa sorte e sucesso a todos!


Comentário sobre riscos suicidas do Efexor (venlafaxina): ouvi dizer que o problema é que, quando estão muito deprimidos, os pacientes sequer têm animo para pôr em prática os planos de suicídio. Já quando começam a ser "levantados" pela droga, criam coragem e levam a cabo o plano... :(

Anônimo disse...

COMECEI A TOMAR VENLAFAXINA (50 MG) GOSTARIA DE SABER QUANDO COMEÇA A FAZER EFEITO, E SE ESSA DOSE É MUTIO BAIXA, SEI QUE DEPENDE UM POUCO DE ORGANISMO PARA ORGANISMO MAS GOSTARIA DE SABER UMA MÉDIA.
COMO FOI RELATADO ANTES O ÚNICO EFEITO COLATERAL QUE SENTI FOI UM EXCESSO DE BOCEJO (DIFERENTE), O QUE JA É UMA GRANDE VANTAGEM.
SOFRO DE UMA ANSIEDADE GENERALIZADA, FOBIA SOCIAL, TRNSTORNO ALIMENTAR(COMEDORA COMPULSIVA).
JA OUVI FALAR MUITO BEM DESSE MEDICAMENTO. ATÉ PPORQUE JA FIZ USO DE OUTROS E NÃO OBTIVE O RESULTADO ESPERADO.

Anônimo disse...

Engraçado... toda pessoa nesta situação sente-se insuportávelmente sozinha. Quando achei esta página li ela toda e me identifiquei com muita coisa aqui.

Eu não consigo pontuar exatamente quando os sintomas de depressão apareceram para mim, mas hoje, depois de ter consciência do problema, vejo como por várias vezes eu agi sem saber o que estava fazendo.

Tomei a Venlafaxina por um certo tempo e tive uma melhora impressionante, parece que a vida tornou-se colorida novamente. Nem ligava para os efeitos colaterais (essa de não ejacular rápido é até vantagem, hahaha).

Parei de tomar, aos poucos e por conta própria faz 1 ano. Hoje me sinto muito mal, penso em retomar o tratamento.

Força gente, tem que aceitar a doença e que ela pode ser controlada.

Boa sorte, do fundo do coração, a todos!

Anônimo disse...

Olá gente, tenho um transtorno do espectro do autismo chamado sindrome de asperger. Ele me deu uma inteligência prvilegiada e um dom músical íncrivel, mas causa diversos sintomas como medo excessivo de tudo, pânico, déficit de atenção, depressão e uma ansiedade brutal. Trato o problema desde criança com terapia mas a partir de 95 tive que começar com medicação até porque havia surgido mais um sintoma, pesadelos. Após várias trocas de anti-depressivos fiquei um bom tempo com citalopran associado ao alprazolan (ansiolítico) e rivotril (anti-convulsivo usado como estabilizador de humor). Em 2004 após vários incidentes traumáticos culminando com a morte do meu pai passei a me tratar com um especialista e uma psicóloga excelente que conseguiram me estabilizar por um bom período. Eu gostaria muito de voltar à terapia com ela mas infelizmente não é mais possivel porque hoje ela é minha namorada. Há dois anos comecei a usar a venlafaxina (150 mg /dia) e no início foi ótimo, conteve os pesadelos e os pensamentos negativos. Mas o segundo semestre de 2009 foi especialmente turbulento e eu entrei em uma crise muito forte de depressão sendo que o médico quis aumentar a dosagem para 300 mg mas eu limitei a 250. Ajudou mas eu comecei a ter sintomas de TAG (trnst. ansiedade generalizada). O médico agora associou à venlafaxina um remédio novo chamado Lyrica (pregabalina) que foi criado para tratamento da fibromialgia mas tem uma ação importante sobre a ansiedade. Parece que estou me estabilizando enfim, graças a Deus. Vale ressaltar aqui que minha depressão é apena a ponta do iceberg, e as dosagens altas que citei são devidas a um transtorno mental bastante sério, portanto não indicados a pessoas normais com apenas sintomas depressivos. Considero a venlafaxina o melhor anti-depressivo do mercado porque age sobre dois neurotransmissores e não apenas sobre a serotonina e ainda bem que o preço caiu principalmente se for manipulada. Mas cada pessoa reage diferentemente à um determinado medicamento. Outros anti-depressivos que considero muito bons para serem usados com quem não se deu bem com venlafaxina são citalopran, paroxetina, fluvoxamina e sertralina, são os remédios que tenho visto o meu médico usar em outros pacientes com quem tenho contato e também por amigos que se tratam com outros médicos.

Anônimo disse...

Só fazendo um comentário sobre o medo de tomar remédios e o risco de suicídio com venlafaxina comentado no blog. Pessoas muito deprimidas com desejos suicidas podem sim em casos raros devido a diminuição da inibição que precede a melhora da depressão tomar coragem e cometer o suicídio. Isto não vale só para a venlafaxina mas está na bula de todos os anti-depressivos. Portanto se você acompanha um paciente com depressão grave, todo cuidado é pouco no início do tratamento com anti depressivos.
Outro problema também raro que pode ocorrer é quando a pessoa depressiva esta ocultando um outro problema mais grave que é o distúrbio bipolar (nome moderno do horrosa denominação "psicose maniaco-depressiva"). Estas pessoas quando tratadas com anti depressivos podem ir para a fase maníaca: de repente acham que podem fazer de tudo, começam a gastar dinheiro que muitas vezes nem tem, alguns chegando a comprar carros 0 km com cheque sem fundo, sentem se magicamente bem o que é obviamnte um perigo. Se você acompanha alguem com tratamento para depressão e notar que ele de repente se acha "o dono do mundo", comunique imediatamente o médico para que ele use uma medicação adequada para o disturbio bipolar.
Finalmente aos que tem medo de tomar remédios psicoativos tenham em mente que existe um preconceito muito grande sobre eles, coisas como "nossa, remédio faixa preta é veneno" ou "se você toma faixa preta você é um viciado". Isso é pura ignorância. Se você ler a bula de um ansiolítico como Valium ou frontal e ler a bula de um conhecido remédio pra dor de cabeça vendido livremente, a neosaldina (que contém dipirona, proibida em muitos países) garanto que você iria preferir tomar os ansiolíticos se eles servissem pra dor. Então uma pessoa com asma é viciada em bombinha, o cardíaco ou hipertenso é viciado em propranolol, o diabético é viciado porque toma "picos" de insulina? Efeitos colaterais? Há casos raros de pessoas que morreram de choque anafilático ao tomar uma simples aspirina. A maioria dos remédios não controlados também tem efeitos colaterais às vezes bem fortes. O importante é ter em mente que SE VOCÊ TEM SINTOMAS DE DEPRESSÃO VOCÊ DEVE SIM IR AO MÉDICO E SE NECESSARIO SER MEDICADO. Pode ser que você tenha que tomar por um certo período ou então descobrir que seu problema é cronico e ter que tomar o resto da vida, O QUE ACONTECE COM MUITAS OUTRAS DOENÇAS. Não é o fim do mundo. O que você não deve fazer é deixar a depressão, doença reconhecida pela OMS como uma das mais imobilizantes do mundo sem tratamento por medo de tomar um remédio. A depressão faz muito mais mal que o remédio e pode causar até cancer. Portanto, se você tem depressão assim como eu, psicoterapia, remédio se necessario, muita fé em Deus e desejo a você que volte a viver sua vida plenamente.

Anônimo disse...

Meu nome é Jorge,
Hoje iniciei o tratamento com venlafaxina, não sei em quanto tempo melhorarei, mas espero que este dia chege logo.
Tenho 22 anos e desde os 18 venho com problemas psicologicos, meu humor sempre oscilando. Me sinto a pior pessoa do mundo, sempre infeliz, não me sinto merecedor de boas coisas, e com vontades repentinas de chorar. Eu desaprendi a viver.Mas, como a grande maioria sentia vergonha de ter q ir a um psiquiatra, por isso a grande demora, só hoje criei coragem.
Há um mes comecei a namorar, nas primeiras semanas era tudo otimo, agora é como se ela fosse responsável pelo meu problema.E, é por ela que busquei este tratamento, eu não aguento mais ser enganado pela minha mente, que só me leva a pensamentos negativos.

E com a ajuda DEUS, da minha psicooga e deste medicamento espero melhorar, e me curar.

Mariana disse...

Pessoal,

A Venlafaxina não é apenas ansiolítico, apesar de ser indicada para pacientes com depressão associada com ansiedade e/ou transtorno do pânico por apresentar também efeito ansiolítico.

A Venlafaxina na verdade é um medicamento do grupo dos Inibidores Específicos da Recaptação da Serotonina (ISRS), que agem diretamente no sistema nervoso central "regulando" o fluxo de alguns hormônios importantes.

Na verdade, também não existem evidências de dependência do medicamento, isto poderia ser descrito mais como uma "dependência psicológica", uma vez que o medicamento faz com que você se sinta bem. No entanto, como foi dito por várias pessoas aqui neste blog, é muito importante seguir a orientação do seu médico com relação ao período do tratamento e nunca parar de tomá-lo abruptamente, e sim diminuindo a dosagem e frequência gradativamente.

Anônimo disse...

Boa tarde pessoal, como muitos de vcs eu tbm sofro de ansiedade, estava fazendo tratamento, mais fui orientado pela minha médica a parar com a venlafaxina, pois eu estava bem, parei, mais os sintomas começaram a voltar, estou retornando com ela, para poder continuar, pois essas sensações que a ansiedade nos causa, ninquem merece, tenho Fé em Deus que retornando o tratamento terei a alegria de viver de volta, pois preciso tomar muitas decisões em minha vida, principalmente na area profissional, pois é o que mais me desgasta(estar fazendo algo que eu não tenho vocação e não gosto de fazer, que é comandar os outros) e com estes sintomas da ansiedade, ficamos sem coragem para dar-mos passos importantes.Principalmente neste momento que meu filho nasceu e tenho que pensar no bem estar de toda a familha.
Agradeço por poder postar aqui...Abraços!!!

jo.karina disse...

Tenho transtorno de ansiedade já faz 4 anos e até agora não consegui curar 100%, mas deu uma melhorada.
Os sintomas são terríveis, dá sensação que estou sufocada, pânico, dores abdominais, enjoos, tonturas... parece que realmente vou morrer no momento da crise! Começou esses sintomas do nada, acordei de madrugada passando mal após ter ido a faculdade como de costume e nunca mais sarei. Não aguento mais conviver com isso.
Ja tomei vários tipos de remédio, Sertralina, Fluxetina, Rivotril,etc e agora estou tentando com o Venlafaxina... deu uma melhorada, mas tenho outros sintomas com ele, fiquei meio que anestesiada, perdi a emoção, não tenho sentimento... estou neutra, perdi a vontade de ser mãe ( meu marido quer muito um filho) e eu não quero mais por causa dessas crises tbm, perdi o desejo sexual.. enfim! Não sei onde mais procurar ajuda para curar isso!
Se alguém souber algo... me ajudem!
Abraços! Preciso viver de novo!

Anônimo disse...

olá, gostaria de alguma opinião, tomo venlaxim 75 mg e gostaria de poder sair a festas e poder beber uns chopinhos de vez em quando, mas, não sei se existe efeitos colaterais... alguem poderia me esclarecer...
obrigada

Eduardo disse...

Oi... E tomei venlaxin durante 01 ano e nunca me atrapalhou para eu sair a festas e beber minha cervejinha... É só não exagerar que fica tudo legal!!!

Eduardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

NÃO PARE DE TOMAR VENLAFAXINA, DE REPENTE NEM ACHANDO QUE SOZINHO VAI CONSEGUIR. JÁ FIZ ISSO E ME ESTREPEI. QUASE MORRI. ME DEU SÍNDROME DO PÂNICO, ANGÚSTIA, DEPRESSÃO FORTE, IRRITAÇÃO, NÁUSEA, ÂNSIA, ENJOO, SENSAÇÃO DE ESTAR PERDIDA, VAGANDO À ESMO...MUITO RUIM. PÉSSIMA A SENSAÇÃO. TERRÍVEL. NÃO GOSTO NEM DE LEMBRAR.
SE SEU PSIQUIATRA ATUAL NÃO ESTÁ SENDO BOM, PROCURE OUTRO MAS, NUNCA DEIXE DE TOMAR POR CONTA PRÓPRIA.
É MUITO PIOR!!!
DEPRESSÃO DEVE SER TRATADA COM RESPEITO. NÃO É UMA DOR QUALQUER, UMA DOENÇA SÉRIA.

Anônimo disse...

faço uso de Venlafaxina 75 já faz quase um ano, depois de tentar quase de tudo por fim hoje tenho qualidade de vida, durmo bem! O que nao acontecia ha muito tempo. Incrível como parece que a vida ganhou significdo, um novo colorido, o céu parece mais azul....fico adimirando as coisas que eu ja nao consegui ver por causa da depressao e ansiedade. Tinha tambem sintomas de angustias matinais, uma tristeza sem fim, nada valia a pena...
Hoje percebo que dificilmente sofro por alguma coisa, meio sem emoção...sem libido, mas é mto melhor assim do que da maneira como eu vivia!
Agora, é mto importante associar ao tratamento psicoterapia, para resignificar nossa vida, e com certeza o remédio nao é para vida toda nao!!!

Bjao a todos,
Ha, busque reforçar a fé em Deus, isso é nossa base de sustentação

Anônimo disse...

Faço uso de anti-depressivos há 12 anos. Hoje tenho 32. Já alternei vários. Assim como já tive pelo menos duas experiências com médicos e psicólogos diferentes. Estou tomando Venlafaxina 75g há 5 dias pela manhã. Depois vou passar para o 150g. Faço isso combinado com Lexotan à noite.
Antes, usei Fluoxetina por aproximadamente 3 anos, tb combinado com Lexotan. Também já usei Parnate por muito tempo. Todos tiveram sua utilidade, mas nunca fiquei totalmente livre. Para piorar, no momento atual estou com a corda no pescoço na execução da minha tese de doutorado. Nas últimas semanas não consigo avançar. Tudo que faço é uma droga e não tenho ânimo pra nada. Fico inseguro se devo permanecer com os atuais médico e psicólogo. É que a consulta é the flash e a psicóloga atende tb minha esposa (acho que isso não seria recomendável). Fico tentando lembrar-me como me safei das outras vezes, mas estou sem resposta. O sono está prejudicado atualmente, acordo muito a noite. Isso está me levando a aumentar o Lexotan (tomava só meio). As dicas daqui são muito importantes, sobretudo: fé, persistência no tratamento e prática esportiva. Sempre vivi dilemas profissionais e afetivos. Empresa familiar, namorada antiga de único relacionamento, além da necessidade de acertar sempre e me mostrar "certinho". Muita timidez com as meninas na adolescência, baixa auto-estima, boas notas e a sensação de gerar altas expectativas nas pessoas.
Me afastei temporariamente da empresa de meu pai para cuidar da tese, mas não sei se isso está me fazendo bem. Não onsigo aproveitar o tempo porque estou perdido, desanimado, sem concentração. Indo para o buraco de verdade. Resta o grito que a escolinha de futebol que participava fazia antes dos jogos: RAÇA, RAÇA. RAÇA!

Anônimo disse...

Faço uso de anti-depressivos há 12 anos. Hoje tenho 32. Já alternei vários. Assim como já tive pelo menos duas experiências com médicos e psicólogos diferentes. Estou tomando Venlafaxina 75g há 5 dias pela manhã. Depois vou passar para o 150g. Faço isso combinado com Lexotan à noite.
Antes, usei Fluoxetina por aproximadamente 3 anos, tb combinado com Lexotan. Também já usei Parnate por muito tempo. Todos tiveram sua utilidade, mas nunca fiquei totalmente livre. Para piorar, no momento atual estou com a corda no pescoço na execução da minha tese de doutorado. Nas últimas semanas não consigo avançar. Tudo que faço é uma droga e não tenho ânimo pra nada. Fico inseguro se devo permanecer com os atuais médico e psicólogo. Fico tentando lembrar-me como me safei das outras vezes, mas estou sem resposta. O sono está prejudicado atualmente, acordo muito a noite. Isso está me levando a aumentar o Lexotan (tomava só meio). As dicas daqui são muito importantes, sobretudo: fé, persistência no tratamento e prática esportiva. Sempre vivi dilemas profissionais e afetivos. Empresa familiar, único relacionamento, além da necessidade de acertar sempre e me mostrar "certinho". Muita timidez com as meninas na adolescência, baixa auto-estima, boas notas e a sensação de gerar altas expectativas nas pessoas.
Interrompi outras atividades para cuidar da tese, mas não sei se isso está me fazendo bem. Não consigo aproveitar o tempo porque estou perdido, desanimado, sem concentração. Indo para o buraco de verdade. Resta o grito que a escolinha de futebol que participava fazia antes dos jogos: RAÇA, RAÇA. RAÇA!

Anônimo disse...

Bom dia.

Chamo-me Jorge e tenho 36 anos.

Há cerca de 4 meses e meio sofri uma depressão com sintomas de ansiedade e medo.

Fui ao psiquiatra que me receitou venlafaxina e disse para tomar durante 4 meses. Assim como um ansiolitico (Alprazolam), que só tomei 2 dias pois não sentia grande ansiedade, além disso a venlafaxina também me acalmou.

Resultou bastante. Ao fim de 2 semanas já me estava sentindo bem melhor e ao fim de 2 meses muito bom, sem qualquer sentimento de depressão, medo ou ansiedade.

Notava apenas algum sono durante a tarde.

Como faço bastante desporto não tive aumento de colesterol ou outros efeitos. Notei um aumento de apetite para alimento doces, mas nada incontrolável.

O meu desejo sexual também diminuiu um pouco assim com o prazer (causado segundo a bula pela redução da libido) mas mantinha relações 3/4 vezes por semana, em média, com alguma satisfação.

Ao fim dos 4 meses fui reduzindo a dose segundo uma dica que tinha visto na internet. Abria as cápsulas (que têm 6 pequenos comprimidos) e ia reduzindo. Durante uma semana tomei 3, durante a seguinte 2 e 1 comprimido durante 2 dias. Parei de tomar há 3 dias. A partir do segundo dia comecei a sentir tonturas mas nada que não se pudesse suportar. Ontem à noite comecei a sentir medo novamente. Acordei a minha mulher para falar comigo. Tive de tomar um ansiolitico (Alprazolam 0,5 mg) para acalmar e dormir.
Hoje, no trabalho, comecei a sentir medo a meio da manhã (um medo de ficar sempre assim e de perder completamente o gosto pela vida) e tive de pôr meio Alprazolam debaixo da língua, conforme a psiquiatra tinha recomendado, em situações de crise. Telefonei à minha mulher que viesse ter comigo para não estar só (a fim de ultrapassar o medo). Agora estou com receio de voltar o sentimento que tinha antes de começar o tratamento.

As minhas dúvidas são as seguintes:

Será que é normal terem-se estes sintomas após a interrupção da Venlafaxina? (As tonturas sei que sim)

Isso passa ao fim de pouco tempo?

Será que o tratamento não foi curto de mais? (Tenho lido que pode ir de 1 a 3 anos, ou mesmo para toda a vida).

Alguém já passou por uma experiência semelhante que me possa esclarecer estas dúvidas?

Obrigado e as melhoras para quem está sofrendo.

Anônimo disse...

Já agora aqui vai o meu email:

info@samyfoto.com

Fico aguardando uma resposta de alguém que já tenha passado por esta situação.

Obrigado.

Anônimo disse...

Olá!
Tenho 25 anos de idade e há 1 ano e meio que eu tomo VENLIFT OD.
Tive depressão (início) e pânico!

Bom... Sobre o tratamento.

Primeiro: O tratamento deve ser feito junto com TERAPIA!!!
O remédio irá fazer vc melhorar, etc... E funciona sim!
Mas junto á isso, pra algum dia vc se livrar do tratamento medicamentoso, o único jeito é fazendo um bom tempo de Terapia!
Encontre um terapeuta em que se identifique, etc...
Se conheça!!! Saiba de seus traumas, etc...
Isso tudo tem a ver com os sintomas de Pânico e Depressão!

Sim... Eu sei que é caro!!!
Nem sei como eu e minha mãe conseguimos pagar o remédio (bem caro!) e a terapia!

Começei tomando o Venlift de 75 mg. (antes dele tomei por 1 ou 2 semanas um outro com menos mg ainda!)

Depois de uns 6 meses, conversando com minha PSIQUIATRA (NÂO FAÇAM O TRATAMENTO SEM SEGUIR SEUS CONSELHOS QUANDO A MEDICAÇÃO!!) aumentamos a dose para 150 mg.

Enfim... No começo alguns efeitos colaterias (tontura, ansiedade...) mas tudo OK.

Já estou a 1 ano e meio de tratamento (junto com Terapia a 6 meses... MTO BOM!!!) e me sinto muito bem!!!!

Hoje mesmo começei a diminuir a dose COM ORIENTAÇÃO DA PSIQUIATRA (ela que viu que ja podia ir diminuindo..).
Então começei hoje a tomar o de 75 mg.
Estou sentindo um pouco de nausea e tontura! APenas no fim do dia! Tive um ótimo dia!
E outra coisa... Percebo que quando me concentro e tento me controlar melhora! (coisas que aprendi na terapia.).

Enfim... Sei que vou ir diminuindo o remédio conforme for fazendo a Terapia e tendo resultados!!!
Não! Não sou Terapeuta! Sou musico! MAs muito a favor de terapia, etc...

Também minha Psiquiatra indicou ESPORTES!!! Todos os dias quase, por causa da ANSIEDADE! E realmente ajuda e muito!!

Bom... 3 meses de remédio é muito pouco!!!!!
Se vc parou, ja perdeu todo esses meses que tomou!
E com certeza vc terá efeitos colaterais!!!! (morro de medo disso!)

Rmemédio não é brincadeira!!! È uma "droga".... Nosso organismo "vicia"....
Então tome conta disso e faça certo o tratamento!!!!!

MEu conselho de amigo, pois só nós aqui sabemos o que é Depressão e Pânico, e não desejo isso pra ninguém!!!!

Vá num Psiquiatra (ou até tente começar apenas com acompanhamento de um psicólogo! Pode ser que nem precise de remédio! O que será ótimo!)....

Faça o tratamento com o acompanhamento dos dois profissionais: Psiquiatra e Psicologo.

Tome o remedio corretamente!!

Pratique um esporte!

Faça aquilo que vc gosta e ama!!!

No meu caso é musica! Depois Fotografia e coisas assim...

Isso nos ajuda a sermos Felizes! A viver melhor!!

Se for preciso compre um cachorro, etc... Sério!!!
MAs seja feliz e busque sua felicidade!

Tenha amigos! Ame-os!
Ame sua familia!!!! (nenhuma é perfeita!!!!)

No meu caso: Eu tenho Fé!
Sou Católico e procuro rezar, ir em missa, grupos de oração, assistir uma boa pregação!!!!
Nada "bitolado".... Mas do meu jeito;;;;
Acredito em Deus e na vida!
E olhe que leio muito Historia, Filosofia... Adoro Ciência, etc...

E amo minha arte que é a musica!
AMo Jazz, Bossa Nova, e tudo o que é tipo de BOA MUSICA!

Enfim...

3 meses é pouco tempo de tratamento!!!! Sei disso!

Tenho amigo que fez um ano! Tomando VENLIFT....
Parou (por conta de sua medica) mas teve recaídas e agora faz de novo!

FAÇA TERAPIA! SE CONHEÇA!

Desejo á todos que sofrem esse mal que superem e sejam livres para ser felizes!!!!
Ser feliz é possivel e esta ao nosso alcançe!

Não desistam!!!!! (eu ja pensei em desistir algumas vezes, quando estava em crise e não sabia! Iria estar muito arrependido hoje!).

Deus ilumine vcs todos!
Sejam positivos!
Acreditem ou não em um Deus ou coisa assim!
Vale á pena viver!!!

Grande abraço!

thiago.

Anônimo disse...

Lendo todos estes depoimentos, sinto-me com coragem de falar da minha história. Tenho 37 anos.

ESTOU MORRENDO DE MEDO DE INICIAR O TRATAMENTO COM VENLAXIN. Quantas inseguranças... Mas percebo que este medo de aceitar o tratamento com o remédio já faz parte do quadro de depressão e ansiedade. É um primeiro passo que terá que ser dado na marra. Se a gente ficar esperando o dia certo, a hora certa... nada acontece.

Perdi meus pais em um espaço curto de tempo. Os dois morreram de câncer. Meu pai em 2006 e minha mãe em 2008. Convivi com a doença deles durante sete anos. Idas e vindas ao INCA. Tudo o que presenciei dentro daquele hospital abalou com o meu emocional. Percebi muito cedo que vida é vulnerável demais. Hoje, não consigo mais lidar com qualquer tipo de doença. Qualquer febre vira algo assustador. Quando meus filhos adoecem, adoeço junto. Meus pensamentos negativos não me permitem pensar que ficar doente faz parte da vida e que a recuperação tb. Penso sempre no pior. Fico transtornada. Sensação de fraqueza pelo corpo, perda de apetite, alterações na parte digestiva, falta de ânimo para trabalhar. Enfim... sinto MEDO, muito MEDO.

Não faço nada, não viajo, não me arrisco, pois penso que alguém aqui de casa poderá ficar doente e eu não darei conta de cuidar da situação. Meu filho está entrando na adolescência (15 anos), e não estou conseguindo deixá-lo viver. Meus medos aprisionam a mim e a ele.

Não aguento mais conviver com esta turbulência toda. Só eu sei o quanto fico por dentro. Digo por dentro, pois tenho que passar para os meus filhos que tudo ficará bem. Não quero que os meus medos os transformem em adultos medrosos e inseguros.

É por tudo isso que ontem à noite, pela primeira vez, procurei uma psiquiatra. Ouvindo minha história, ela receitou VENLAXIN 37,5 mg. Como já disse antes, estou na maior insegurança de começar o tratamento. Alguns relatos aqui me encorajam, outros me amedrontam. O que fazer?

Vale lembrar que faço terapia desde os 29 anos. Falar sobre tudo isso me ajuda muito, mas percebo que agora não estou mais dando conta dos meus pensamentos negativos, ansiedade, medos, inseguranças. Não tenho ânimo para VIVER. Não tenho vontade de fazer nada. Faça tudo no automático, pois tenho que fazer. Não por prazer. Quero voltar a sorrir com o nada, a ver o belo nas coisas mais simples da vida e, principalmente, a valorizar todas as coisas boas que DEUS coloca na minha vida. Sim, ele coloca muitas coisas. Pena que não estou sabendo valorizá-las. Não aguento mais.

Divido com vcs um pequeno pedaço da minha história com o intuito de ajudar alguém que esteja passando por momentos difíceis tb. Não estamos sozinhos. DEUS olha por nós! O que não podemos é paralisar a tal ponto de não conseguir buscar ajuda. Este é o meu maior medo. Deixar as coisas continuarem do jeito que estão e chegar ao fundo do poço. Não quero isso para mim. Tenho uma família linda que precisa do meu equilíbrio espiritual e emocional para se manter de pé. Infelizmente ou felizmente, não sei, nós, mulheres, somos a base familiar. Somos um espelho para os nossos filhos e marido. Se estamos mal, tudo dentro da casa parece que flui errado. É impressionante...

Que DEUS nos ajude a tomar a decisão mais acertada. Que Ele nos oriente para irmos pelo melhor caminho. Contemos com Ele sempre, mas jamais nos esqueçamos de fazer a nossa parte. E ultimamente sinto que a minha parte é iniciar o tratamento com VELAXIN. Que eu tenha a coragem necessária para dar este primeiro passo.

Um grande abraço a todos e continuem postando. Toda esta troca de experiência é muito importante para a nossa recuperação.

Anônimo disse...

Tomo venlafaxina 8 meses, e me sinto bem melhor, tenho sindrome do panico, Claustrofobia e Agorofobia.. e estou muito feliz com o progresso que a medicação está me fazendo. E pretendo continuar tomando até o dia que o medico que liberar.. Mesmo que seje para o resto da vida, o importante é se sentir feliz.

Só uma dica..
Ja gastei muito comprando Efexor... agora meu pai vai ate a ultrafarma e compra o genérico.. de R$ 86, comecei a pagar R$ 26..uma grande economia.. Meu pai vai buscar pra mim, pq eu ainda não tenho coragem de entrar no metro ..
Mas em breve se Deus quiser, vou ficar livre das coisas que me impossibilitam de ser mais feliz..

Anônimo disse...

Olá companheiros de ansiedade...acho que não tem ninguem aki que não saiba o que é isso e a dor que ela causa.
Gente eu também tomo venlafaxina a mais de um ano e foi o único remédio que consegui tomar sem que não me sentisse cada vez pior ou que trouxesse muitos efeitos colaterias. Tomei Limbritol, Pondera, Amitril, Rivotril, Somalium foram tantos que nem quero lembrar...cada um deles me dava efeitos diferentes mais todos me dava taquicardia.
Até que fui pra uma cardiologista e ela me disse que tenho TAG ( Transtorno Ansiedade Generalizada )
Meu DEUS quase fiquei louca...mas ela me receitou venlafaxina e minha vida começou a mudar.
Hoje exatamente hoje estou fazendo um mês de casada, e não consigo ter um osgasmo acho que esse é o principal efeito colateral. Alguem passa por isso? o coitado do meu marido pensa que o problema é dele que não consegue me da prazer.O que faço? se eu contar que é por causa do remédio pode ser que ele queira que eu pare e acho que não consigo viver sem ele, devido a grande ansiedade que sinto.
Meu DEUS eu só peço que um dias o senhor dê sabedoria o homem para encontrar a cura dessa doença que hoje invade a alma de tantas pessoas, a tornando-as cada vez mais tristes e infelizes.
Sempre em minhas orações eu peço a Deus pelas as pessoas depressivas porque sinto na pele a dor, a angustia e a tristeza e prisao que ela nos traz. A todos desejo força, saúde e que tenham sempre a presença de DEUS, a força divina que nos ajuda a suportar toda e qualquer angustia.

Anônimo disse...

Estou quase a conseguir!

2003, foi o ano em que, por já mal sair de casa e sofrer de ansiedade só de pensar em falar com alguém, atender o telefone, ou o quer que fosse. Dirigi-me à psiquiatria onde me receitaram Exefor, venlafaxina. Na altura ainda nem havia genéricos aqui em Portugal e pagava bem caro todos os meses por uma caixa de venlafaxina.
Inicialmente tomava 75mg, depois e na maioria do tempo foram 150mg.
Em 2006 eu já não tinha sintomas de depressão e da terrivel ansiedade que me assombrou tanto.
Mas e largar essa droga? Meus amigos, eu tentei de várias maneiras porque queria mesmo deixar de tomar e como alguém aqui já disse ter receitas disto é muito dificil, e quando não conseguia encontrar a médica cheguei a passar muito maus bocados e cheguei a ir chorar pras farmácias para me darem o medicamento sem receita que depois levava, tal e qual um toxicodependente que implora a dose ao seu dealer!

Ao fim de anos a habituação era de tal forma que quando não tomava a venlafaxina ficava com sintomas que não passa pela cabeça: tremores e suores frios, tonturas que se intensificavam com o passar das horas até não conseguir estar de pé, a lingua e boca dermentes até não conseguir mesmo falar, e um choro e nervos contínuos... um inferno autêntico.

E nesta fase e até hoje a venlafaxina foi só uma coisa má na minha vida, a dependencia que criei assustou-me e fez-me sempre ver que com este medicamento é como as drogas duras de rua (ele é usado para cortar coca) mas este é receitado.

De há 2 anos para cá estou em desmame, primeiro passei de 150mg diários para intercalar com 75mg dia sim dia não. Até conseguir estar só a 75. Depois foi 75 intercalado com 35.5mg até conseguir ser só 37.5... Agora estou só a 37.5 e o próximo passo é tomar dia sim dia não.

Portanto, e passado 7 anos, estou quase livre.

E tenho o seguinte a dizer, de 2003 a 2006 o medicamento até pode ter ajudado, mas foram precisos 4 anos e muito, muito sofrimento para deixar esta droga, e isso os médicos não avisam.

Hoje e para sempre desaconselho completamente começar a tomar venlafaxina.

Anônimo disse...

Inicei hoje o tratamento para depressçao recorrente, tomando 50mg de Pristiq (desvenlafaxina). Segundo o meu psiquiatra, essa medicação é moderna e apresenta pouquissimos efeitos colaterais. Estou confiante e esperançoso quanto à melhora do meu quadro, sobretudo porque mantenho a psicoterapia e a atividade física. Vocês têm boas referencias dessa medicação?

Jonas disse...

Estou tomando neuleptil no almoço e à noite; dogmatil no almoço e limbitrol à noite há mais ou menos um mês e meio. Acho que minha depressão se agravou, sinto muita sonolência, angustia e uma sensação de vazio muito grande, principalmente durante à tarde além da perda do líbido sexual, não sei o que fazer. Devo abandonar esses medicamentos ?

Passei no neuro e ele me passou a venlafaxina 75mg, comecei a tomar há uma semana no preríodo da manhã, me sinto melhor durante a manhã, mas depois que tomo os outros, sinto muito sonolência e angustia.

Anônimo disse...

A diferença entre Venlafaxina COMPRIMIDO e CAPSULA (mesma dosagem) em mim foram absurdas! Efeitos colaterais em mim: COMPRIMIDO = nausea/enjoo, tonteira, dor de estomago. CAPSULA = nada de enjoo, mas o pinto demora 10x mais pra ficar duro!

Anônimo disse...

estou no segundo dia de velafaxina e estou completamente anorgasmico. isso nao me preocupa por agora, por mais agoniante que seja, mas depois que o tratamento acabar, vou voltar ao normal?? tenho medo de que o uso prolongado da velafaxina e sexo sem atingir o orgasmo venha a deixar assim permanentemente

Anônimo disse...

É impressionante como falamos de antidepressivos como se fossem chá de erva cidreira!
No Brasil há um abuso e um descontrole total no consumo e as pessoas acham que podem usar sem um psiquiatra acompanhar; Gente, a depressão não é fácil, pode matar, nós sabemos. Mas o risco de se tomar medicamentos sem indicação, parar quando se dá na telha também mata

Anônimo disse...

Faço uso de venlafaxina cerca de 10 meses dose de 75mg, agora minha medica aumentou a dose para 150 mg pois segundo ela o efeito seria melhor. A minha dúvida é se posso administrá-la com alcool (cerveja)uma ´a duas vezes por semana, mas quando bebo é bastante. Será que corta o efeito, ou devo para de beber?

Anônimo disse...

Tenho depressão desde os sete anos de idade (hoje tenho 23) e pedi para um médico me receitar Venlafaxina,mas não tenho coragem de começar a tomar.Eu temo que o medicamento me cause reações adversas.Sou bastante tímida,sofro muito toda vez que preciso falar com as pessoas,eu não consigo nem apresentar trabalhos para a classe,começo a gaguejar e a tremer.Penso que a Venlafaxina poderia ser boa para ajudar a combater a depressão e a timidez,mas ainda tenho medo em começar a utilizar esse medicamento.Tenho medo porque já tomei muitos antidepressivos antes (todos com indicação médica) e eles me fizeram muito mal,os efeitos colaterais foram tantos que eu tive muitos prejuízos financeiros e profissionais por causa dos medicamentos que tomei e isso me deixou traumatizada,tenho receio que se eu tomar Venlafaxina,a história irá se repetir.

Anônimo disse...

Todos os depoimentos acima me ajudam muito. Espero com o meu tb ajudar alguém. Tenho 63 anos de idade e a primeira crise de pânico que sofri tinha 14 anos. Sentia uma angústia enorme, o coração disparava, a cabeça parecia vazia, dava uma sensação de desepero e morte, ficava agitado, tremia, o corpo ficava adormecido, começava peços braços, pernas, estômago, boca, todo o corpo. Era horrível. Meus pais me levaram em muitos médicos e os exames físicos davam normal. Essas crises violentas se repetiam de meses a meses. Mesmo assim fui levando a vida mas com um pavor terrível. Hoje, acredito, sei o que me levou ao primeiro ataque de pânico. Tb acredito que haja um componente genético, pois na minha família, pelo lado materno há tb casos de depressão,mas voltando ao histórico, sempre fui uma criança impressionával. Com 6 anos de idade ouvi uma conversa de adultor sobre uma pessoa que teria sido enterrada viva e não tendo com quem conversar esse foi e É um medo que me apavora até hoje. Tb outras supersticões e ignorâncias me atormentavam: medo de comer e olhar no espelho para não ficar com a boca torta. (eu comia e ficava apavorado com medo de ver minha imagem refletida em qq espelho,) medo de comer e ler em seguida, tomar banho após comer, medo de câncer, (qq mancha na pele eu ficava apavorado), tudo fruto de uma criação sem diálogo com orientação a respeito. Embora o culpado tenha sido eu, pois esses medos não contava ou conversava com ninguém. Mas fui levando a vida, estudando e na faculdade voltei, ou melher, tive uma crise mais séria e violenta, parando de estudar por um ano. Voltei a estudar após mudar duas vezes de faculdade e terminei o curso. Prestei concursos públicos mas não passava pelas crises de pânico que sofria. FINALMENTE fui a um psiquiatra que fez o diagnóstico da doença, - pânico e depressão - e recebi a medicação correta. Anafranil e Rivotril para dormir. Não lembro as dosagens. Não lembro tb de efeitos colaterais. O certo é que fiquei bom. Passei em dois concursos públicos em carreiras difíceis. Tomei os remédios por dois anos, as doses foram sendo reduzidas ao mínimo. Parei primeiro com o rivotril e depois com o anafranil. Fiquei bom por mais de dez anos sem medicação. Depois voltaram as crises, mas sempre de forma mas branda e voltei a tomar anafranil em intervalos de anos. Depois vieram medicamentos melhores, (segundo os psiquiatras) e tm passei a tomá-los, todos com bons efeitos. Que consigo lembrar: lexapro, cimbalta, venlifit (não sei se é assim que se escreve) e alguns outros. Há um ano aposentei e agora estou sofrendo novamente de pânico e depressão. Começei tomando Remeron 15mg durante um mês e não melhorei. Passei a tomar de 30mg e não melhorei (um mês) agora estou tomando o Remeron junto com Efexor, 37,5mg há 5 dias e ainda não estou sentindo bem, mas com alguma pequena melhora. Espero ficar bom e poder voltar a sentir prazer em viver. As duras lições que aprendi foram: 1 - Não tome remédico sem supervisão médica. 2 - Não interrompa a medicação por conta própria. Sempre que fiz isso passei muito mal. O maior segredo da medicação é acertar o remédio e também a dosagem e isto somente o médico é capaz. Quem procura ler sites como este são pessoas que passam pelo problema e a mensagem é que acreditem na cura. Ela existe.
Anônimo.

Anônimo disse...

Tomo Velaflaxina a 4 anos (75 mg) e me sinto meuito bem, exceto pela perda da libido e anogasmia, mas preciso tomar Buprobiona para me ajudar a para de fumar. Posso usar os dois ao mesmo tempo? Preciso de um intervalo entre a parada da Venlaflaxina e o inicio da Bupropiona? Meus sintomas depressivos podem voltar? estou cheia de duvidas.Me ajudem com o conhecimento que teem. Abraços

ϕοῖνιξ disse...

Ola a todos colegas que vivem nesse complexo mundo do sofrimento psicológico.

Desde meados de 2005 alguns medicamentos começaram a fazer parte da minha vida. Depois de uma dezena de tentativas, o Venlafaxina 225mg vem amenizando a situação nos últimos 3 anos, contudo ultimamente tem-se revelado insuficiente. O médico psiquiatra que passou a acompanhar a situação resolveu associar o olanzepina os resultados não foram bons, parece que oscilação de humor reduziu, mas o humor foi estabilizado "em baixa", agora a "bola da vez" é o BUPROBIONA, vou começar a tomar nos próximos dias. A incerteza acerca da eficácia sempre se associa ao medo.Não são alguns dias ou alguns medicamentos, são seis anos. A sensação é como se fosse um rato de laboratório. Gostaria de saber se há registros da associação Venlafaxina 225 e Buprobiona 300 (dia)ajudou a deixar o paciente mais descontraido, bem humorado, disposto etc..
Não desista de você
Não desista de sonhar
Somos prova de resistência e vida.

isabelli disse...

ola,comecei a tomar venlafaxina ha 1 mes depois de varios ,mas os efeitos sao horrivei,sinto uma fome danada,tontura ,minha visao esta turva e com moscas volantes e agora infecçao urinaria,ja tentei parar com o remedio mas fiquei pior,alguem ja entiu isso?

Anônimo disse...

Já senti os sintomas que a Isabelli define. Mudei para Lexapro sob orientação médica e me dei muito bem. Tomo esse medicamento há 2 anos.

Anônimo disse...

Uso Venlafaxina há algum tempo. nao tive efeitos colaterais não. Ao contrário estou muito bem. O medico começou a diminuir a dosagem para que eu pudesse ficar sem , mas a vida da gente nao é como a gente quer...estou com tantos problemas, mas superando a cada dia um. e na última revisão, ele conversando comigo percebeu que eu estava somatizando os problemas novamente. entao tive que aumentar a dosagem para poder me re-equilibrar e aguentar a barra. Eu nao me importo de tomar não , pois ja tive alguns sintomas que nunca mais quero ter. entao prefiro me ralar para comprar, do que sentir mal. estando bem, estou pronta pra o que der e vier....

Anônimo disse...

olá, fiz tramento com vários antidepressivos, e agora faz dois meses que tomo venlafaxina e fluoxetina, estou super bem. pois sofria de fobia social, angustia, desejo de suicídio, e pior não conseguia nem assinar meu nome perto de alguem. me tremia toda. tenho 29 anos e dois filhos. hoje faço boxe chinês e musculação. estou super de bem comigo mesmo. emagreci, pesava 62 kg, hoje meu peso é 55, 1,62 de atura. me arrumo mais, saio, me divirto. e não faço consulta ao psicólogo. somente com psiquiatra de 3 em 3 meses. a minha busca é pela minha felicidade, se for preciso fazer o uso do medicamento pelo resto da vida usarei, porque 10 anos eu perdi com essa tal de depressão. beijo para todos!

Anônimo disse...

oi a todos... estou com efexor xr 75 há 8 meses... antes serenata 50 mas tinha muitos altos e baixos....
estou com psiquiatra muito bom porem nao sabia oq poderia acontecer com a parada repentina do remedio.... nao sabia.. perdi minha bolsa na faculdade e nem sabia que dentro dela estava o pedido controlado... faltando 2 dias para acabar fui procurar o pedido e nada de achar...nem me ocorreu de falar com o medico pq tenho consulta daqui 10 dias e achei que eu daria conta. MEU DEUS!!! ZONZERA TOTAL NA CABEÇA, ANSIA, DOR ENORME NOS OLHOS E VISAO TURVA ...em apenas poucos dias.... cuidem para nao acontecer com vcs pq este fds meu foi pessimo e nao vejo a hora de ir ate o medico e resolver logo estes sintomas com nova prescricao...
se for acabar a cx com qq um de vcs meu conselho para nao chegar a 3 dias sem medicaçao direto: até a compra intercale dias pq foi pessimo...!!!! boa sorte a todos na recuperaçao da depressao....
sinto que logo poderei estar sem este medicamento !!!

Anônimo disse...

Sou homem de 37 anos, advogado. Tive uma infancia muito dificil. Fui intelectualmente um menino profigio, bem como em um esporte. sempre fui de altos e baixos: o melhor em umas coisas e o pior em outras. Sofri um gde impacto social aos 24/5 anos e nunca mais a depressao me abandonou. faz 12 anos q colecioo reveses atras de reveses. Sou um derrotado em tds os aspectos do ser humano. Minha auto-estima é zero. Tenho fobia social, nao trabalho, dívidas etc. nao vejo razao pra viver e, ainda hj so nao me suicido por minhas crenças na reencarnaçao e na expiaçao posterior por atitude tao ingrata. A vida nao me compensa. Resisti o qt pude a curvar-me à medicaçao, e ha uns 9 anos tomei PAROXETINA. Apos a reaçao de uns 15 dias melhorei significativamente. Por uns 3 anos estive melhor, mas sem recuperar a auto-estima ou a produtividade. Ha uns 3 meses, tomo 75mg de Efexor XR. Estou oscilando. Ha dias em q me sinto razoavel, mas mesmo dentro de um mesmo dia tenho momentos de insuportavel tristeza cm momentos de alguma coragem. A libido foi pro saco. Grande dificuldade de ereçao e nenhuma sensibilidade peniana. Nao sinto prazer algum, a ejaculaçao é minimo e estranha, sem intensidade. Enfim, tenho consciencia de q meu caso e grave e nao espero cura, mas apenas uma estabilizaçao, cm alguma qualidade de vida. Estava pensando em aumentar a dose para 150mg da Vanlaxina, mas, pela questao da libido, vou sugerir ao meu medico q associe ela cm Bupropiona. Assim q a usar, postarei o comentário aqui. Um conselho aos jovens: NÃO DEIXEM A DEPRESSÃO SEDIMENTAR-SE EM SUAS VIDAS. Vc não mais livra-se-á dela se na juventude vc DESCONFIGURAR sua forma de ver o mundo e as pessoas. Tentem de td enquanto jovens. Não lutem sozinhos contra a depressão nem sem o uso de medicação(sob orientação médica). Façam um COMBATE TOTAL(espiritual,terapeutico, químico). Não permitam que a depressão roube suas vidas como fez comigo e se transforme nesse mosntro que não consigo vencer. Ataquem nos primeiros sintomas.

Anônimo disse...

Sou oautor do comentário acima. Desculpe a citaçãográfica errônea do PA acima. Leia-se Vanlaxina como VENLAFAXINA, que é o correto. Abs

Anônimo disse...

Anônimo (que postou em 6 de maio)


Eu tomava 75 mg de venla;

Qdo meu médico aumentou para 150, eu senti melhoras.

Vale a pena conversar com seu médico sobre o aumento da dose.

Anônimo disse...

Tomo 300 de velanf ,ainda não tenho melhoras já faz uns 7 anos consecutivos.
A ultima vez que fiquei sem esta droga devido um alagamento em Sampa eu delirei na cama,vômitos dores no corpo inteiro,não conseguia dormir e fazer minhas necessidades,aconteceu durante 3 dias consecutivos.
Só parou de doer quando eu retornei a medicação por que liguei chorando para a psiquiatra em que trato. Agora existe um problema além de todos estes,além de não poder para de tomar o velanf não consigo mais ter ereção
parece e não consigo fazer sexo.
Tenho apenas 37 anos de idade e já estou condenado!
Tá osso,minha vida caiu e meu retorno está difícil para minha vida...
Não consigo trabalhar,estou afastado pelas drogas que tomo Velanf + clobazam + oxcamazepina + lamitor só pulada na cabeça irmãos...
São 7 anos de depressão crônica e ansiedade....
minhas roupas cheiram a remédios e não tenho vontade há muitos anos de sair de casa,nem ao supermercado eu consigo ir...
fiquei isolado em um mundo de meu quarto,café e cigarros 3 maços dia e dormir dormir muito mesmo... assim estou levando..

Anônimo disse...

Gente!! alguém poderia me ajudar? Uma colega minha indicou o remedio, para emagrecimento... Estou com medo de iniciar.

tmys disse...

Estou há semanas com uma ansiedade INCONTROLÁVEL. Fico ansiosa do NADA... e de repente começo a ter taquicardia e uma sensação terrível de desespero! Parece que está tudo errado na minha vida, que não fiz nada de útil no meu dia. Enfim! Procurei um psiquiatra que me receitou VENLIFT OD 35 mg por 15 dias e 75 mg após esse período, 1 vez ao dia no horário do jantar. Já tomei antidepressivo/ansiolítico alguns anos atrás... e confesso que estou insegura e sem querer tomar o remédio agora querendo mais procurar formas alternativas de tentar tomar controle da minha ansiedade! Tenho "medo" de ficar dependendo de ir ao médico pegar receitas, de ficar presa tomando um medicamento por vários meses etc... Marquei psicóloga para a próxima semana, mas a caixa do remédio ainda está fechada. Comprei um fitoterápico (Valeriana) mas ele não está segurando as "crises" de ansiedade... Alguém me dá 1 conselho?

mary disse...

Ola tmys... Um conselho, deixe a caixinha fechada igual a minha, desde outubro do ano passado quando tive a primeira crise de sindrome do panico,desde la ja se foram 4 dias inteiros de cama, sem coragem pra levantar, mas de 10 idas ao hospital com sintomas de ataque cardiaco e chegando la não era nada, dias e dias de choro compulsivo e de sensação de sufocamento, depois de muita gente falar que eu estava ficando louca, que era frescura e de muitos remedios receitados... O conselho que meu cardiologista deu foi: Procure a Deus, só ele pode te curar e foi o que fiz, agarrei a Deus e não largo mais por nada, não sei a sua religião, mas isso não importa, pq Deus não é religião ele é o unico salvador...deposi deixa um comentario aqui se esta melhor.

Anônimo disse...

Oi tmys, as terapias e a religião são muito válidas e ajudam de verdade, mais procure conversar com seu psiquiatra sem medo e caso não esteja confiando procure outro. Conheço este desespero que passa por voce, inclusive eu os tenho as vezes. Sofro de depressão com ansiedade, acordava no meio da madrugada tremendo sem parar, nunca senti uma coisa dessas. Minha vida estava perdida, pensando somente coisas ruins, achava q tudo estava errado e que daria errado em minha vida. Deixei até de gostar das pessoas pois afetou minha "afetividade". Hoje faço uso da VENLAFAXINA, estou tomando a pouco tempo mais senti as melhoras logo na primeira semana. Ainda tenho algumas crises, mais me sinto mais forte, estou esperançoso e ja começo a acreditar no final feliz.! Se for preciso trocar de medicamento troque, se for preciso tomar outros tome! São nao se entregue e deixe por conta somente de tratamentos alternativos. Beijão

desesperada disse...

eu já estou nisto há um ano e meio e raramente melhoro, pego e largo os medicamentos e á conta desta depressao nao consigo trabalhar, fazer a lida da casa, passear com meus filhos, o meu marido já me deixou e eu tenho medo que volte a acontecer. finalmente após um ano a correr para as urgencias 4 a cinco vezes por mes foi me designado um psicologo e um psiquiatra tenho muitos pensamentos suicidaspois acho que só tenho causado sofrimento a minha familia. comecei venlafaxina ontem nada de efeitos colaterais .queria saber se a dose de 75 mg ajuda ou nao.

Anônimo disse...

Calma, não fique desesperada. A dose de 75 mg ajuda sim! Tomo uma vez por dia, e agora depois de dois dois meses começo a ver os resultados. Ainda sofro bastante, pensava em suicidio direto, a todo momento, mas, ja estou bem melhor, tenha paciência. Trata com seu psiquiatra, tome a medicação que ele receitar, pois precisamos acreditar que isso tem cura, embora pareça uma maldição. Continue com os remédios que vai ficar boa!

desesperada disse...

obrigada pela força é que eu quero mesmo ficar bem com o minimo de medicaçao possivel. o cipralex deiame bem mas faz me perder o cabelo e agora tenhoa medo da venlafaxina pois tenho lido coisas horriveis e diz que dá muita fase maniaca. tenho medo. voce já se sente bem?

desesperada disse...

se alguem estiver aí para me responder agradeço, olha as melhoras são só na ansiedade ou tambem na depressao? algum de voces consegue fazer uma vida normal? têem sentimentos reais como amor e alegria vontade de viver, eu neste momento não tenho nada disso. quanto tempo vai demorar a sentir melhoras equando o medo vai embora e a vontade de chorar? tou a sofrer demais e só penso asneiras queria tanto ser feliz

desesperada disse...

não saio do computador tou mto só alguem fale comigo sobre este medicamento

desesperada disse...

olá companheiros depressivos hoje tou meia esquisita com a cabeça a mil á hora um pouco de ansiedade e os olhos ardendo. será normal? como vao voces?

Anônimo disse...

Sei que é uma tarefa dificil, mais tente ficar calma. Quanto tentamos nos acalmar ou reagir sei que piora mais ainda. Como lhe disse acima voce com certeza irá melhorar. Voce está tendo alguns efeitos colaterais do remédio, mais ao longo do tempo eles vão sumindo. Vomitos e visão turva tambem são normais, eu os tive.
O efeito do remédio é a longo prazo, como mesmo disse, ele comeca a fazer efeito (pelo menos comigo) dois meses depois. Já começa a aparecer alguns sinais de melhora e vontade de viver feliz, duram pouco, mais antes nem existiam, tenha apenas paciencia e segure firme. Os olhos ardendo são normal junto com a impressão de boca seca ou salivando. Não tenha medo da medicação, pois ela não causa dependencia. Não precisa se apavorar em consultar com psiquiatras ou tomar remédios. Tome os que o seu medico achar necessário. Não de ideia para mitos, ou opinioes das pessoas que nao sabem de nada. Sei que as pessoas dizem que voce tem que reagir sozinha, que isso e sinal de fraquesa, mais somente quem tem sabe.
Voce ainda vai ser feliz, pode ter certeza, daqui algum tempo vai comercar a fazer efeito, mais tome o remedio adequadamente, ok!?!

desesperada disse...

obrigada pela força, estou a tentar abstrair me um pouco mas é complicado, espero q faça efeito logo e que seja bom para minha ansiedade e depressao pois estou farta quero viver. por favor vá sempre falando comigo ok

Anônimo disse...

Sem problemas, estarei sempre falando por aqui. Existem dias tambem que estou muito mal. O remedio trata os dois, tanto a depressão quanto a ansiedade. A falta de vontade de viver e a falta de sentimentos infelizmente faz parte da doença. A doença afeta a capacidade afetiva, as vezes parece até que deixamos de gostar das pessoas, mais é para isso que procuramos tratamento. Acredito que com o avanço do tratamento junto com outras maneiras que driblam a doença pode-se levar uma vida normal. Seus dias de felicidade ainda vão chegar e voce vai viver feliz.

Anônimo disse...

Oie descobri que há 4 meses que tenho sindrome do panico (morro de medo de adormecer ou seja dormir)sendo que antes das crises era o que eu mais amava fazer.há 1 mes tomei coragem e procureia psiquiatra e ela me receitou venfafaina 37,5,depekene,bromazepam 3 mg e agora ele subiu a dosagem da venlafaxina para 75 mg eu so tomei 7 comprimidos até agora e parei por conta.Estou pessima , faz 3 noites que não desligo na hora de dormir sonho a noite inteira e acorda pessima pela manha como se não tivesse dormido nada a noite.Será que td isso que vem acontecendo tem haver pelo motivo de eu ter parado a medicação por minha conta...obrigaaaaa gente

Anônimo disse...

Na verdade é porque voce ainda está doente. O pior erro é parar com a medicação, sei que realmente existe o medo de tomar medicação, ir ao psiquiatra e realmente assumir que está doente, porém, nao se pode interromper o tratamento. A sindrome do panico também é caracterizado por problemas em neurotransmissores, e tanto a depressão e a ansiedade são tratados com ess tipo de remédio. A medicação é muito boa, nao se assuste com os primeiros efeitos colaterais pois eles somem com o tempo, eu os tive! O tratamento é a longo prazo, e enquanto a medicação nao fazer um efeito consideravel a normalização do sono não virá. Se quer uma opinao retorne ao tratamento.

Anônimo disse...

Gostei de ler esses comentários e senti vontade de comentar sobre esse mesmo medicamento, Venlafaxina, talvez possa ajudar alguém.
Pois bem, eu tomo venlafaxina há mais de 1 ano e a primeira reação que tive foi de arrependimento por não ter procurado ajuda antes.
Percebi que sofria sem necessidade, a minha psiquiatra é maravilhosa, conversa em média 1 hora em cada consulta, chego a marcar consulta só para conversarmos, ela me escuta e me explica coisas que até então eu tinha dificuldade para entender.
Resumindo, antes de iniciar esse tratamento meu casamento já estava prestes a ser enterrado, minhas filhas tinham medo de mim, e hoje, bem, hoje eu vivo outra vida. Não é o medicamento que me dá uma falsa alegria, ele conseguiu fazer com que eu me desse um tempo para pensar antes de responder com grosserias as pessoas que sempre amei.
Hoje eu percebo tudo que eu perdia enquanto ficava presa a detalhes que eram esquecidos depois de meia hora.
Felizmente encontrei a pessoa que eu costumava ser, alegre, risonha e pronta para encontrar soluções e não ficar procurando dificuldades.
É isso, a todos que passam ou já passaram po isso procurem um bom médico, e não um fornecedor de receitas.
Boa sorte a todos nós, e que sejamos capazes de encontrar a nossa própria felicidade.

Anônimo disse...

Faço das mesmas palavras do nosso amigo acima as minhas. O tratamento salvou a minha vida posso dizer assim. Tambem tomo o medicamento a alguns meses, meu medico diz que ele ainda ira atingir um efeito pleno, e sinto que serei o cara mais feliz do mundo. Ja me encontro de uma maneira que ha tempos nao estava de estar de bem com vida e sendo que meu tratamento ainda esta em andamento. Como o colega mesmo diz, deve ter um bom psiquiatra e fazer um bom tratamento. Na verdade eu sofro de depressão. Posso dizer que é muito sofrimento, o amor que existia pelas pessoas sumiu da minha vida e hoje estou reencontrando tudo. Acho uma otima oportunidade para as pessoas que tratam e que tem sucesso em seus tratamentos postarem, para as pessoas perderem o pre-conceito ou nao pararem seus tratamentos. Grande abraço

Anônimo disse...

oi estou tomando venlafaxina há 6 dias e estou sentindo fortes dores na cabeça nem os remedios fazem ela para de duer.To com medo será da medicação
obrigadaaaaa

José Luiz disse...

Oi pessoal!
eu já tive acerca de tres anos uma crise de panico e depressão, fiz tratamento psiquiátrico e melhorei, so que dai em diante não voltei mais no médico achando que tudo estava normal, e parecia estar mesmo, foi quando me engagnei.
Acerca de um mês pra cá,minha vida ficou toda complicada, fiquei depressivo novamente, sendo que desta vez estou numa crise muito pior a meu ver.. sinto dores no corpo, cansaço, não consigo dormir direito, vivo pensando negativemente, e o que é pior, minha memória parece está bastante afetada, esqueço tudo, até mesmo o significado as vezes das palavras que normalmente usamos no cotidiano. Recentemente, iniciei outro tratamento psiquiátrico, tô tomando a venlafaxina há 09 dias e até agora não sentir melhoras, procurei pesquisar na internet o tempo que esta medicação faz efeito, mas ainda não tive uma resposta satisfatória. Alguém pode me dizer em quanto tempo vou me sentir melhor? E esses sintomas depressivos (como falta de memória, de atenção, medo de tudo, ansiedade, e tantas outras coisas mais), em quanto tempo costumam passar e eu me sentir melhor? Por favor, alguém pode me responder e me ajudar?
Obrigado!

Anônimo disse...

Tomo a venlafaxina há vários anos. Antes passei por vários antidepressivos que quase acabaram comigo. Para mim, venlafaxina e o melhor do mercado. Com 1 mês vc sente a melhora. Com 3 meses os sintomas ficam sob controle e e vida nova. Boa sorte!

desesperada disse...

alguem pode me dizer quantos dias leva pro levanxin começar fazer efeito e tirar esse panico de morrer r suicida que tenho por favor me ajudem

Anônimo disse...

Esse remédio é uma bomba! Principalmente se você interromper seu uso. Sim, funciona que é uma beleza, mas se você for homem, você vai conseguir gozar depois de 1 hora, sua libido acaba.

Ok, melhor se sentir feliz do que gozar "mais rapidamente" ou não gozar dependendo da situação....

Mas tente fazer a retirada do medicamento. Você vai "pirar", dura uns 14 dias. (você passa mal e acha que sem o medicamento não volta ao normal, mas volta, é só ter paciência, faça isso nas férias, senão você vai perder o emprego, estudo ) Digo, enjoos, mudança bruscas de de humor, choques na cabeça, nervosismo. Piora de um jeito que ou a pessoa vence esses 14 dias de um INFERNO ou acaba voltando pra esse medicamento. Não adianta ir diminuindo a dose... esses efeitos colaterais horríveis vão acontecer do mesmo jeito, talvez de forma mais amena, mas virão. Esse remédio deveria ser PROIBIDO. Ele é famoso porque um médico americano que era "pago" pelo laboratório denunciou que esses efeitos colaterais da retirada eram horríveis e que eram minizados pelo laboratório.

desesperada disse...

já faz 2 meses q tomo, tenho um pouco mais de vontade de sair, mas o medo e a tristeza ainda cá estão.
as crisea tb ainda não estão controladas e apesar de estar um pouco melhor continuo sem alegria, a alegria q eu tinha. todos me dizem q gostavam que eu voltasse a ser como eu era mas eu acho impossivel. será q o remédio n está indicado p mim? será que é pouco tempo o q acham?

Anônimo disse...

comecei a tomar a 3 dias para panico....37,5mg mas tive uma cris e de panico terrivel com o remedio pior q sem remedio é assim sera??

impaciente disse...

Olá para todos que sofrem como eu: Estou impaciente para ficar boa logo. Estes efeitos iniciais do venlift (tomo 75mg de manhã e 75mg após almoço)demora muito a passar? Sei que com cada um é diferente...tenho um amigo que ficou bom na 1ª semana. Eu estou na 1ª e tendo enxaqueca (leve), muita ansiedade e nauseas...Isto passa? Minha médica é maravilhosa e indicou que eu fizesse natação pois sou muito estressada e não paro de pensar na minha doença (ansiedade). Aguardo resposta de todos, principalmente do anônimo que me deixou mais esperançosa pois levou 2 meses para melhorar (postagem de 18/07/11), mais melhorou! É tudo o que eu quero... Paz e benção para todos.

desesperada disse...

olá olha impaciente eu sou como tu, mto desesperada e impaciente com vontade de ficar boa logo, mas nem todos reagimos da mesma maneira e só agora parece q tenho a minha cabeça a funcionar, mas ainda tenho mtos maus momentos e tou a tomar há 2 meses, já fiz mta medicaçao e esta é a que tem demorado mais a fazer efeito. a tua médica não receitou um ansiolitico? qual o teu diagonostico? se precisares vai postando q eu respondo

impaciente disse...

Oi, desesperada! Que bom que alguém respondeu! Meu diagnóstico é depressão, mas tenho MUITA ansiedade. Tomo Rivotril (0,5)a noite. Sempre tenho uma recaida na TPM, então tomo 0,25 do Rivotril nestes dias e depois suspendo. o Rivotril é um ansiolitico. Neste último fim de semana (03 e 04/09), tive uma melhora significativa - ou seja, no 7º dia da medicação, mas estou em suspense com medo de uma recaida pois estou na semana da TPM. Entretanto, estou mais confiante. Este medicamento, pelo que tenho lido, age diferente em cada um. Vamos superar, creio em Deus que sim. mande-me noticias. Já tive todo tipo de reação emocional e fisica que vc possa imaginar. Quem sabe eu possa partilhar contigo e dividirmos nossas dores e esperanças. Deus te abençõe.

Anônimo disse...

ansiedade ao extremo

tomo venlift a 2 semanas, 37,5 e agora 75, estou muito pior, gostaria de saber se isso é noral e em quanto tempo isso passa. obrigado e alguem responda por favor

ruth disse...

Olá Pessoal, bom dia a todos! o google me apresentou esse local. Também passei por diversas crises de pânico ao longo da vida. Cheguei a ser diagnosticada como epiletica sem sequer ter tido um desmail. Mas ao descrever meus sintomas alguns psiquiatras e neurologistas assim me diagnosticaram. É Umportante sermos vigilantes dos nossos sintomas, do nosso corpo. Tomava remedios para tudo isso e nada. Remedios para epilepsia e os sintomas do pânico e depressão a todo vapor. Até que eu "sentei" com o meu novo neuro e ele concordou comigo: pode ser mesmo sindrome do pânico. Daí, desde fevereiro desse ano uso a venlafaxina de 75mg dia e adeus sintomas! É certo que os primeiros30 ou 40 dias foram TODOS os efeitos colaterais,porém sem os sintomas do pânico e depressão. Fui perseverante e estou muito, mas muito bem!
Abraços a todos.

impaciente disse...

Ruth e "ansiedade ao estremo":
Sempre fico mais confiante qd leio relatos como o seu. A Venlafaxina realmente demora a fazer o efeito benefíco esperado. Tomo 150mg ao dia há 17 dias, mas já tive dias sem nenhum sintoma, ou seja, realmente bem, e outros em que sinto medo e os sintomas de ansiedade voltam, mas não mais fortes como antes. Qd estou na TPM sempre tenho recaidas. E com vc, como aconteceu sua melhora? Foi gradativa ou foi de uma vez?

Anônimo disse...

estou tomanndo velaxin a 26 dias de 15 dia pra ca nao sentia nada ,mas hoje eu tive uma crise de desespero como se fosse me matar isso é normal o medicamento acaba com as crises em quanto tempo por favor me respondam estou angustiada

queroserfeliz disse...

ola a todos, tenho depressao a 6 anos, sendo q consegui parar com os medicamentos por mais de 1 ano, mas tive uma recaida a 7 meses, no inicio tomei rivotril 0,5 mg, e fluoxetina 20 mg. estou agora tomando so o rivotril 0,5mg. mas nesses meses tive melhora so no inicio, e nesses ultimos dias piorei, e comecei a toma a venlafaxina hoje. ha tenho muito problema com a libido, pois sou casado e nem sempre tenho vontade, e percebo q minha mulher fica com vontade e nem sempre posso satisfazela. alguem pode me ajudar com relacao a libido. a algo q posso fazer para melhorar isso?

ANY disse...

FAÇO TRATAMENTO HÁ 6 ANOS, TRATEI COMO DEPRESSÃO ATÉ DESCOBRIREM QUE SOU BIPOLAR...TOMEI VÁRIOS REMÉDIOS ATÉ CHEGAR NA VENLAFAXINA 150 MG, COMECEI COM 20 MG E 2 DEPAKOTES ER à NOITE.
SE FICO UM DIA SEM REMÉDIO MINHA CABEÇA FICA ZUADA E SINTO COMO SE ESTIVESSE LEVANDO CHOQUES RÁPIDOS, É TERRÍVEL, COMEÇO A CHORAR DO NADA.
RUIM MESMO É A BIPOLARIDADE, AS VZS PENSO QUE VOU MATAR ALGUÉM....PRECISEI AUMENTAR MEU REMÉDIO PRA FICAR ENTRE A EXTREMA TRISTEZA E A EXTREMA EUFORIA, É ASSIM QUE PASSO MEUS DIAS....
NEM QUE EU TENHA QUE PASSAR O RESTO DA VIDA TOMANDO REMÉDIO, NÃO PÁRO POR NADA, ELE ME SALVOU A VIDA, FUI PERTO DO INFERNO E VOLTEI, NÃO DESEJO DEPRESSÃO À NINGUÉM, SEI QUE NÃO LEVO MAIS UMA VIDA NORMALZINHA, PORQUE TENHO VÁRIOS REVERTÉRIOS, QUEM TOMA SABE....
MAS NÃO TENHO MAIS VONTADE DE DORMIR PRA SEMPRE......
JÁ ME ENXARQUEI DE RIVOTRIL QUERENDO DORMIR.....
HJ GASTO UNS 180,00 REAIS POR MÊS, OUÇO MUITA MÚSICA, PROCURO COISAS BOAS NA VIDA....
UM CONSELHO: NÃO PAREM A MEDICAÇÃO SEM CONSULTAR O MÉDICO, A RECAÍDA É MIL VZS PIOR. VIVA A MEDICINA SEM A QUAL TALVEZ EU NÃO ESTARIA MAIS AQUI.

Anônimo disse...

Ola. Sou ex usuário de cocaína e etou bastante deprimido, sem vontade de sair da cama etc, sempre querendo ficar sem fazer nada... sera que a tal da venlafaxina vai me ajudar???

Anônimo disse...

Oi pessoal , tomo a venlafaxina e tenho mais ânimo ,mais disposição até pra fazer ginástica, coisa que eu sempre detestei fazer... passei uns meses atrás querendo só ficar quietinha, isolada, sem desejo de nada ,queria dormir e acordar numa espécie de paraíso , sem estar no planeta ...mas nada que me levasse a pensar em suicídio, apenas vontade de sair do meu corpo .A venlafaxina tá ajudando , to menos triste e mais feliz, até saí pra passear de noite, fui em barzinhos e dei umas paqueradas boas... kkkk Acho que é um bom remédio pra levantar o astral e evitar tristeza, pensamentos depressivos. Eu tomo 75 mg. Em breve postarei mais comentários e lerei os posts de vcs. Bjs

impaciente disse...

Para anônimo do dia 28/09/11: Tomo venlafaxina há 40 dias sob orientação médica. Gostaria de saber há quanto tempo vc toma esta medicação, se sentiu efeitos colaterais e em quanto tempo começou a sentir-se melhor. Aguardo ansiosamente por sua resposta já te agradecendo de coração por sua atenção. Que Deus te abençõe!

Anônimo disse...

Um dos maiores motivos de desiquilibrio dos neurotransmissores é não dormir direito a noite.

Devemos iniciar o sono no máximo às 22:00h, e num quarto o mais escuro possível.

Quem tem o péssimo hábito de ficar acordado a noite, desequilibra feio os neurotransmissores.

Ou seja, independente de se estar tomando ou não antidepressivos, devemos nos preocupar de dormir sempre a noite (de dia não adianta), assim os neurotransmissores se reequilibram e o remédio aos poucos irão diminuir a dose até parar, ou nem se precisar tomar antidepressivo dependendo o caso.

Anônimo disse...

Eu tomo esse remédio já há alguns meses. Antes de tomar sofria de ansiedade excessiva. Na faculdade, quando o professor falava que tinha que apresentar o trabalho no mês que vem por exemplo, eu sofria o mês inteiro rsrsrs.

Não notei nenhum efeito colateral, só as vezes que esqueço de tomar o remédio e fico 1 dia sem tomar, sinto forte tontura, mas eh porque esse tipo de medicamento não pode ser tirado de uma hora para outra, precisa ser aos poucos.

Valeu muito a pena ter começado o tratamento com ele, meu comportamento hoje é outro, estou muito mais confiante e sinto que me estimo cada vez mais.

Anônimo disse...

Para vc que postou 15/10/11

Qt tempo levou para vc sentir que estava melhorando?

Inês disse...

Oi eu me chamo Inês tenho 35 anos e por acreditar em uma pessoa sem experiencia nenhuma nessa área eu me ferrei poque eu tomava venlafaxina de75 mg e revotril 2mg e topiramato de 50 mg conclusão parei com tudo por influencia dessa pessoa e me arrependi amargamente isso foi dia 22 de agosto deis de então o que tenho passado não e brincadeira, só eu e meu marido sabemos o que eu tenho passado com crises de pânico, coração acelerado e muita ansiedade e sem contar que eu tenho um bebe que depende de mim pra tudo. Então não deixe que qualquer pessoa que não entenda de nada diga para você parar com os seus remédios como fizeram comigo pois eu estou pagando o preço

jasmim disse...

Oi,tenho 43 anos,sou mãe de 2 filhos maravilhosos de 11 e 13 anos,não sei bem quando a depressão começou na minha vida mas ela foi diagnosticada há 3 anos,a medica receitou venlafaxina 37,5 e depois de 20 dias mais ou menos me já me sentia bem melhor.Tomei durante mais ou menos 1 ano e meio muitas vezes tive a sensação que a dose era muito baixa(foi mantida a dose inicial) ,apesar de sentir a melhora achava que se tomasse uma dose maior poderia ficar ótima mas eu e minha médica resolvemos insistir na dosagem minima,que foi suficiente para me estabilizar.Com o tratamento meu raciocinio e capacidade de concentração melhorararm muito,meu relacionamento social tambem, e a minha alegria em viver foi sendo retomada,algo que me ajudou sempre foi atividade fisica contante e até intensa.Quando estava me sentindo ótima parei o remédio,a principio não senti nada anormal mas passados 4 meses,fiquei pessima sem nenhum motivo especifico,tive uma depressão muito forte e meu dia a dia ficou negro,só quem conhece a depressão pode entender o que quero dizer.Voltei para a minha médica e retomamos o tratamento há 2 meses,a principio pioreio e achei de novo que a dose era baixa mas tive paciencia e após uns 30 dias comecei a me sentir bem melhor.Graças a Deus.Passaria horas falando o que sinto mas o mais importante é dizer que não abandonem o tratamento e tentar faze-lo com doses baixas pode ser uma boa opção ,como é para mim.Me snto muito melhor e olha que tive dias horriveis!!!!
Um pouco a gente tem que se ajudar com muita Fé,atividade fisica,trabalho emfim buscar coisas boas para o dia a dia,ah!!!outra dica é tirar o foco das noticias ruis que ouvimos o tempo todo,tenho assistido mais programas de humor e conversado assuntos mais alegres e menos polemicos,até os filmes que assisto tenho evitado temas tipo drama,não que eu queira ser uma pessoa alienada mas se ficarmos prestando muita atenção em toda maldade que existe no mundo contra seres humanos e animais ficaremos loucos,quem tem depressão tem uma sensibilidade maior e as coisas ruins se amplificam na nossa mente,precisamos nos fortalecer para assim fazer algo de concreto para melhorar a sociedade, junto a uma ONG ou instituição de confiança,isso tambem pode nos fazer sentir mais felicidade.boa sorte a todos.

coelho assustado disse...

Sempre fui uma pessoa muito medrosa.Durante a puberdade,a coisa se agravou.Nao podia ver sangue,acidentes.Evitava o máximo entrar em hospitais(principalmente pronto socorro).Cheguei várias vezes a desmaiar.Com o tempo,melhorei um pouco,mas o medo de desmaiar ficou sempre presente.Depois dos trinta,mudei com minha família para Alemanha,terra do meu marido.Apesar da saudade da minha família,a morte da minha mae(nao pude estar presente),me senti muito bem aqui.Talvez mais segura.Até perdi um pouco o medo de hospitais...
Por uma série de fatores,problema com tireóide,menopausa,as criancas adultas comecando a sair de casa,passei a ter taquicardia continuadamente.Outras fobias foram se somando; medo de elevadores,de altura,de filas em supermercados etc... O meu médico falou que era nervosismo,e os exames estavam bem.Mas nao me aconselhou a procurar um especialista.
Início de maio deste ano,desmaiei no banheiro e bati com a cabeca na banheira.Resultado;um hematoma bem feio na testa e um olho roxo.Fui levada de ambulancia para o hospital onde fiquei uma semana fazendo exames e gracas a deus nao aconteceu nada grave,os resultados dos exames foram bem positivos.
Voltando para casa,entrei em crise,com ansiedade,medo,enjoo,panico e muito
choro.Nao queria mais sair de casa.Lutei,e fiz alguns passeios bem curtos a cada dia.Meu marido ligava várias vezes por dia do trabalho.A qualidade de vida ficou zerada.
Marquei com uma neurologista e ela me receitou o antidepressivo Citalopram.Foi terrível,os efeitos quase me mataram e o medo aumentou ainda mais(o problema aqui é que os médicos recusam ao máximo o uso de ansiolítico).A médica entao decidiu mudar para o Venlafaxin.Comecei com 37,5g e fui aumentando gradativamente e estou há duas semanas em 150g,a dosagem máxima no meu caso.Os efeitos já foram bem melhores.Voltei a trabalhar,mas ainda sinto enjoos e dizem que é normal,algumas pessoas precisam de mais tempo.Vou também fazer uma terapia com um psicólogo.Ainda sinto medo,mas já nao é tao horrível como
antes...estou anotando os dias no calendário e com muita esperanca de dias melhores.
Adorei os comentários aqui e me senti mais confortada.Devo dizer que voces sao ótimos e parabéns pelas palavras positivas.Numa situacao dessas, que só nós conhecemos,o apoio e a troca de experiencia sao fundamentais.
Voltarei breve para continuar meu relato.Saúde e boa sorte para todos

Inês disse...

Oi Coelho Assustado aqui é a Inês eu li a sua mensagem e vi seu apavoramento então venho lhe pedir um favor, como você está se sentindo bem melhor e quando você estiver melhor ainda não vá fazer nenhuma gracinha de parar com os remédios por conta própria por que eu fiz isso e quase pirei, já faz uns quinze dias que voltei a tomar tudo de novo e estou me sentindo melhor, então como eu passei muito mal com a parada brusca dos remédios tive fortes crises de abstinência.
Quando você achar que é hora de parar vá ao medico e ele reduzira gradativamente para que você não venha ter os efeitos que eu tive.
Boa sorte e até mais!!!!!!!!

coelho assustado disse...

Oi Ines,obrigada pelo conselho.Eu jamais pararia com os medicamentos por conta própria.
Eu tenho consulta com minha neurologista a cada cinco semanas e escrevo um relatório sobre minha situacao.Também já tenho um horário no Psicólogo.Além disso, ainda faco controle de sangue com o clínico geral.Quer dizer,estou sendo bem acompanhada e também tenho o apoio da família.Agora resolvi encarar de vez o meu medo.É só uma questao de tempo e espero que vou me sentir melhor ainda.
Espero que com voce também transcorra tudo bem.Saúde e tudo de bom.

Anônimo disse...

Descobri há alguns anos que sofro de síndrome do pânico que é causada pela ansiedade quando chega à limites insuportáveis. Inicialmente eu só tratava o problema com o Alprazolan, de 0,25 à noite, que me ajudou durante um período, mas a partir das cobranças da vida, o estresse e tudo o mais, percebi que o remédio já não dava mais vazão. Resolvi aumentar a dose por conta própria para 0,5 à noite e ainda ajudou durante um certo período. Até que esse ano o caldo entornou. Tenho 35 anos e há cerca de 3 semanas tive uma crise terrível de pânico que gerou uma depressão reativa terrível, uma baixa de ânimo muito grande. Aí resolvi procurar um bom psiquiatra que me indicou inicialmente Ecitalopran juntamente com o Frontal. Me adiantou que não adianta comprar o genérico do Frontal, chamado Alprazolan, que ele não presta. Tive todos os efeitos colaterais possíveis e imaginários. Daí o psiquiatra trocou para o Pondera. Também não adiantou. Minha cabeça queimava feito fogo, me dava vômitos, não conseguia comer direito e ainda emagreci quase 10 quilos. Na terceira tentativa, o médico me prescreveu a Venlafaxina OD, 37,5 mg, por 7 dias, depois passando para 75 no oitavo. Comecei ontem e já senti diferença. Dá perda de apetite e demora na ejaculação mas a sensação de tê-la tomado no primeiro dia foi bem agradável. O estranho é que hoje, no segundo dia, não senti muito efeito. Parecia até que não tinha tomado o comprimido. Para minimizar o enjôo é bom tomar remédios como Plazil ou Digesan. Dizem que os efeitos colaterais passam com o tempo. Espero mesmo que dê certo, pois já não aguento mais testar medicamentos. Passei horrivelmente com o Ecitalopran e com o Pondera. Já a Venlafaxina me parece bem mais tranquila e eficaz, embora seja cara.

Anônimo disse...

Também esqueci de dizer que estou fazendo terapia para ajudar no tratamento além do uso da Venlafaxina e do Frontal. Este último principalmente para momentos de inquietação ou angústia. Não adianta. Se sofremos desses problemas, precisamos tomar medicamentos. A coisa foi tão feia que tive que trancar o período da faculdade e pedir licença do trabalho por 30 dias. Síndrome do Pânico não é brincadeira, ainda mais quando gera Agorafobia. Mas tudo tem cura mediante a fé em Deus e na ciência. Ambos estão aí para nos auxiliar nos momentos cruciais. Voltarei a dar notícias assinando sempre como Anônimo do Rio.

Anônimo disse...

Para vc que postou 15/10/11

Qt tempo levou para vc sentir que estava melhorando? Alguém pode responder?

Anônimo disse...

Boa tarde a todos, meu diagnóstico é de depressão profunda, comecei com a venlafaxina no dia 15/09 com 35mg, logo meu psiquiatra passou para 75 e hoje estou com 150mg. Tenho 40 anos e sempre convivi com pensamentos que achava não serem meus, sempre com medo de algo,timidez, dificuldades em fazer novas amizades, em possuir assuntos para conversa com as antigas amizades também. Uma irritabilidade extrema. Tenho um passado com cocaina, sempre fui muito trabalhador mesmo quando usava, continuo limpo 4 anos. Tive uma recaída e corri pela primeira vez a um psiquiatra pois o passado, apesar de sair vencedor não quero nem de perto. Estou há quase dois meses com 150mg mas sinceramente não notei nada de positivo ainda, pra falar a verdade, além do fato de não estar com a disposição que sempre tive para a corrida e academia, não senti nada em relação a efeitos colaterais além da dificuldade para chegar ao orgasmo, o que também não me deixou nada contente. Hoje encontrei este blog, incrivelmente desde ontem estava pensando em parar com a medicação pois o lance de ter parado com a a corrida e academia me incomodam bastante, pois adorava os dois.
Lendo os comentários positivos, darei mais uma chance para mim aguardando mais um tempo para que o remédio faça efeito e consiga eu desfrutar da sensação de sorrir novamente para a vida, há tempos isso não ocorre. Sorte a todos!

Anônimo disse...

Olá, estou iniciando hoje o tratamento com o Alenthus XR, o médico até deixou manipular ele, mas me deu uma caixa com 15 comprimidos pra testar.. o dia foi ótimo, porém a noite, percebi que ele retardou meu gozo.. demorei bastante tempo pra gozar. É normal? Ficarei assim se continuar a tomar? ou depois vai voltar ao normal?

Estou tomando por causa de anciedade extrema que estou sentido no momento.

Anônimo disse...

No início é totalmente normal o retardo do gozo, até mesmo na bula está escrito isso. Depois com o tempo esses efeitos passam, já no decorrer das semanas. Eu tive isso e também me deu midríase, isto é, uma das pupilas dos olhos ficava dilatada e isso me gerava transtorno para enxergar de dia. Como tenho transtorno do pânico e ainda não me estabilizei, a minha dose passou a partir de hoje em 150 mg por dia, pois ainda tive nos últimos dias muita ansiedade antecipatória, que é um prenúncio de crise. Mas, após uma mês de licença do trabalho, sou professor, já consegui voltar a dar aulas. Assinarei sempre como Anônimo do Rio. Melhoras para vocês e obrigado pela troca de experiências. Espero que tenhamos cura e uma vida melhor, pois merecemos.

Anônimo disse...

iniciei o tratamento por ansiedade, meu neuro receitou pq faço uso de sandomigram medicamento para enxaqueca, só que fico muito ansiosa e como compulsivamente então ele entrou com o venlafaxina 50 mg estou me sentindo bem, porem tenho medo de engordar. gostaria de saber se posso tomar vez em quando uma cervejinha.
pois eu esqueci de perguntar ao Dr.

Anônimo disse...

oi gente eu tomo sertralina 50mgde manha ,venlafaxina 75 mg aos almoço ,e rivotril 2 mg a noite ,em crise tomo rivotril 0,25mg ,ja estou sendo tratada ha 4 meses melhorei e agora tudo voltou novamente ,gente me diz isso é normal acontecer ou o medicamento nao ta fazendo efeito ,estou desesperada fico sozinha em casa com minhas filhas de 10 e 3 anos ,quando vem a crise me coloco a chorar pelo amor de deus me respondam logo

Anônimo disse...

Tive uma crise depressiva o médico receitou venlafaxina mas não tive coragem de tomar. Quando vi no rótulo que o remedio podia induzir ao suicído e que o remédio é 6 ou 7% melhor que o placebo, fiquei apavorado. O médico disse que eu tinha uma doença mas não existe nenhum exame que possa me garantir a "doença". Fiquei com medo de estar fazendo besteira não tomando o remedio. Mas a doença passou, talvez volte um dia. Talvez, em certos casos, a depressão seja só um estado de espirito, muito ruim, mas possivel. O mundo é violento, a vida é curta seria de se estranhar se de vez por outra a gente não ficasse muito deprimido. Meu primo se deu muito bem com a venlafaxina. Segundo ele está muito mais feliz.No entanto me pareceu ter ficado mais disparatado e superficial. Na verdade hoje fico feliz em não ter me convencido da "doença". Um rótulo muito caro.
Lembrete: estou falando do meu caso apenas
Um abraço
Sergio

Anônimo disse...

Hoje recebi a receita de Venlafaxina. Queria saber em que porcentagem afeta a libido. Começarei com 37,5mg e, na próxima semana, passo para 75mg. Obrigada,

Mônica.

Marco Antônio disse...

Olá,
Meu nome é Marco Antônio e estou com depressão e ansiedade há uns 6 meses.
Tudo por causa da desistencia da faculdade de Psicologia em Brasilia (ironia do destino.. rs)
Já saí de la deprimido, e cheguei aqui muito pior... Perdi a identidade, e até hoje não achei, estou confuso, com raciocinio lento, e até memoria debilitada.
Primeiramente iniciei o tratamento apenas com o fluoxetina, depois o psiquiatra adicionou o clonazepan, só q os efeitos colaterais do fluox e a ineficiencia do mesmo fez com que eu trocasse para o ludiomil, junto com ele o clomipramina tbm.
Não fez muito efeito, troquei pelo Sertralina tbm junto com o clomipramina e o clonazepan.
Melhorei muito pouco desde meu inicio da depressão.

Agora estou com o venlafaxina e clonazepan, espero que desta vez o medicamento me ajude.
Abraço para todos.

Gabriel disse...

Pessoal está completando dois anos que tomo Venlift OD, nos últimos 06 meses não fui mais ao psiquiatra, peguei receita com médicos conhecidos etc.. Tentei uma consulta esses dias, querendo alta, mas a agenda dele está cheia.. e a espera no consultório é de no mínimo duas horas, um absurdo!
As últimas consultas que tive, foi para dizer que estava muito bem e pegar a receita, nunca passavam de 03 minutos.
Bem, acho que está na hora de parar, me sinto muito bem e seguro (tive depressão).
Gostaria de saber como faço para parar, sei que não pode ser de um dia para o outro pq nas poucas vezes que esqueci de tomar o remédio tive alguns efeitos (tontura, dor de cabeça).
Por favor, se alguém ai tiver alguma dica me ajude.

Obrigado e abraço a todos!

Eduardo Sá disse...

Oi, gente!
Muito boa a iniciativa de criar esse espaço para discussões e relatos sobre o problema e seus prováveis tratamentos.
Feliz 2012 para todos!!! Que possamos melhorar em todos os aspectos, sobretudo na depressão.
Meu diagnóstico foi fechado hoje por um psiquiatra que me deixou muito confiante. Trate de DISTIMIA E DEPRESSÃO DULPA. Talvez eu seja o único tímico entre os relatados aqui, que sofra desse mal, especificamente. Ele prescreveu a tão comentada e temida, sobretudo pelos homens: VENLAFAXINA 75MG.
Não sei até onde ela pode realmente interferir em relação a seus efeitos colaterais, mas tenho vontade de iniciar meu tratamento daqui a dois dias, no máximo. As opiniões geram muita polêmica e nos deixa indeciso. Não sei como proceder, mas vou procurar outro profissional e explicar minha dúvida. Depois passo para contar minha experiência! Abraços a todos. Eduardo eduard.alves@gmail.com

Anônimo disse...

Boa Tarde, estou-vos a falar de Portugal!!!

Bem, como toda a gente que aqui fala o meu problema é ansiedade, deepressão q.b. e claro pânico. Então comecei há 4 meses a tomar a Venlafaxina, no ínicio foi horrível, aumentou-me ansiedade e senti-me péssima, mas depois esses sentimentos foram passando e comecei a sentir-me muito muito melhor. O problema, é que recentemente tive surtos de urticáia bastante fortes, e os médicos dizem que embora seja pouco provável não se pode excluir que a causa seja a venlafaxina, então tive que parar de repente.. e agora sou estoua sofrer imenso a abstinência, sinto-me tão mal que nem consigo andar direita de pé..só quero voltar a tomar.. mas tenho que ser obediente aos médicos.. está a ser dificil. Alguém ja passou por algum coisa parecida? Sabem-me dizer quanto tempo dura estes sintomas de abstinência?? É que eu tenho que ir trabalhar, não posso ficar de cama três semanas até isto passar.

Marco Antônio disse...

Anônimo de portugal..

Você parou de tomar o antidepressivo de uma vez?!
Acho q isso é pior do que ter as urticárias, e creio q não pode ter sido do remedio, esse efeito colateral teria q aparecer logo no inicio.

Será que não foi algo que você comeu?

Estou tomando a venlafaxina há uns 18 dias, até agora pouco se tem melhorado. Estou ficando bastante na cama com uma sonolência continua. Mas axo q isso já vem desde os outros antidepressivos.

Queria saber anônimo de portugal, o que você sentiu e como foi esta melhora com a venlafaxina.
estou querendo muito ficar melhor.
abraço

coelho assustado disse...

Amiga de Portugal,
O que mais se recomenda é nao parar de vez com antidepressiva.Nao entendo como um médico pode aconselhar isso...Quantas mg de Venlafaxina voce tomava?
Talvez seja melhor procurar um dermatologista e verificar a causa das coceiras.Eu também uso o venlafaxina e sinto que a pele fica mais ressecada.Um bom creme ajuda muito.
Se voce estava se sentindo muito melhor,significa que o remédio fez um bom efeito no seu caso.Eu nao pararia assim sem questionamento...nem sempre os médicos estao certos.Depois,nao poder trabalhar e viver doente nesta crise atual,é muito pior...
Lute e tente mais uma vez o venlafaxina.A vida é muito curta e às vezes nao temos outra saída ...
Mas por favor,sempre bem devagar; 35 mg,75mg e etc...sempre com paciencia.No meu caso,os enjoos param depois de 4 ou 5 semanas de aumento da dosagem.Boa sorte e melhoras

coelho assustado disse...

Marco Antonio,
Quantas mg de Venlafaxina vc está tomando?Voce comecou no natal nao é?Ainda é pouco tempo para se perceber os resultados...tenha um pouco mais de paciencia.A sonolencia muitas vezes é causada pelos tranquilizantes.Nao dá para reduzir a dosagem do Clonazepan? Voce está subindo a dosagem do Venlafaxina?Entao precisa de um bom tempo.
Depressao é doenca muito séria e encontrar a dosagem certa do medicamento é difícil.Continue em frente e devagar tudo vai melhorar
Boa sorte.Abraco

Marco Antônio disse...

Coelho assustado...
Estou tomando 75mg desde o natal e 5 gotas de clonazepam.
Mas ja tinha tomado fluxetina, clomipramina,ludiomil e sertralina.. nenhum deses funcionaram. Melhorei muito pouco.

As vezes sinto muita vontade de morrer, pq tenho medo q as coisas piorem. A tarde me sinto um pouco melhor.

To esperando a revisão com meu psiquiatra, confio muito nele.

Queria saber mesmo como que é esta melhora, pois ando com a concentração baixa e o humor péssimo.
Se puder, me add no email: marco_dagama@hotmail.com
Abraço

Anônimo disse...

ola , me sinto mal tb passei por varios remedios mudan sempre mas o piro -e ir au psiquiatra ir la falar e ele passa o remedio depois de espera um tempão isso tudo com o tempo é exaustivo ja larquei por isso o tratamento varias vezea ... na verdade parece tudo sem sintido sem logica n da para acretidar que preciso de remedio gostaria que tivese um exame algo que mostrace a messesidade verdadeira e na dosse certa da meticação, n ser como cobaia de experimenta qual remedio certo dose certa cada remedio é um efeito e depois com o tempo v ja fica como partubado sintido um monte de coisas estranha no organismo ... mas o pior é saber que precisa mesmo disso ...sinceramente gostaria que a medicina divesse mas recurso para estes problemas exames ...de um problemas passa ter outros é muito ruim .
abraço e boa sorte.

Marco Antônio disse...

Olá..

Bem, eu pensava que era impossível que eu voltasse ao normal, mas ja se passo quase 1 mes que eu estou tomando venlafaxina e ja estou obtendo melhora.
Agora ja esto conseguindo controlar meus pensamentos, porque sei muito bem que quando se está em crise, é praticamente impossivel controlá-lo.
Como ja disse em outros depoimentos, ja tinha tentado varios outros antidepressivos, esse té agora, é o unico que vem combatendo a depressão e a ansiedade ao mesmo tempo. Por enquanto não estou trabalhado, as ja sinto o desejo de estudar novamente.
Creio que com o passar do tempo as coisas vão melhorar ainda mais.Agradeço a Deus, aos meus familiares e ao Dr. Eduardo Ledo, um dos melhores psiquiatras da região onde moro.
Quando eu estiver melhor ainda passo aqui para falar mais.

E NÃO PARE DE TOMAR O MEDICAMENTO POR CONTA PRÓPRIA, JÁ SEI BEM O QUE PODE ACONTECER.

Araços.

Anônimo disse...

Tive,panico,depressão,fobia social e muito medo de sair e ficar sozinho. Já melhorei bastante graças a venlafaxina,começei com 37,5mg e ogora uso a de 75mg. Não tenho mais medo nem fobia social,já saio e viajo sozinho graças á Deus,mais ainda continuo tomando o medicamento.

Anônimo disse...

Minhas mãos e pés ficavam gelados,boca seca,meu coração disparava e sentia pontadas na cabeça,o médico disse ser ansiedade,melhorei muito depois que começei a usar venlafaxina de 75mg. Mais graças a Deus ja estou bem melhor. Nunca tinha tido isso antes,nem sei como esplicar o porque ficamos assim. UM Grande abraço a todos!!!!

Anônimo disse...

Olá!Gostaria de contar minha experiência com Venlift OD.
Ele me tirou do fundo do poço.Tive uma crise Obessessivo -compulsiva forte.Um medo mórbido de perder meus filho, que nem os deixava mais sairem de casa.Tomei por 10 meses e fiquei ótima, então comecei parar.Fiquei péssima uns 10 dias.Depois melhorei, porém agora há quase 2 meses, estou ficando mal novamente.Um vontade enorme de sentir a alegria que senti nos 10 meses com Venlift.Só que tenho medo de tomar mais tempo.O que vocês acham?

Anônimo disse...

Não conheço venlifit OD. Mas acho que deveria procurar novamente o médico, uso venlafaxina de 75mg não sei se é o mesmo,mas o médico disse que o tratamento é longo e não posso parar de uma só vez. Espero que fique bem novamente. Fique com Deus. Abraços !!!!

Anônimo disse...

Oi amiga acabei de pesquisar o venlift OD,é o mesmo medicamento que venlafaxina ou cloridrato de velanfaxina. Só não sei qual a mg que voce toma ou tomava,pois tem de 37,5mg, 75mg,e 150 mg. Eu começei com 37,5 agora estou com 75mg. Graças a Deus já estou bem,já saio sozinho,não tenho mais medo,panico,fobia social,até viajo sozinho. Isso tudo que acontece com a gente é muito ruim . Deus te proteja fique muito bem !! Abraços!

Anônimo disse...

Eu uso o efexor 75 XR, é o mesmo da venlafaxina e o mesmo do venlift OD. Porém é o mais caro de todos,os genéricos meu organismo não se deu bem. Abraços a todos!!!

Anônimo disse...

Quero ficar livre desse medicamento o mais rápido possível. Mais de um ano tomando e o máximo que consegui foi perder totalmente a libido.

Anônimo disse...

Estou com medo de tomar isso, mas sinto que preciso.

Anônimo disse...

Muito estranho que todos tomem o tal medicamento, só ele faz melhorar da de4pressão? e porque existem os outros? será publicidade?

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 270   Recentes› Mais recentes»